Microsoft Vai Com o Ethereum: Companhia dos EUA de US$ 561 Bilhões Lança Protocolo Baseado no Ethereum ‘Coco’

A Microsoft, a empresa de tecnologia de US$ 561 bilhões sediada nos EUA, lançou o Confidential Consortium (Coco) Framework, um protocolo baseado em Ethereum que companhias comerciais e organizações de larga escala poderão utilizar para processar informações no Ethereum Blockchain com maior privacidade.

Em um anúncio oficial, Mark Russinovich, CTO na Microsoft Azure, o braço de computação em nuvem da empresa, disse:

"O Coco apresenta uma abordagem alternativa para a construção de livros-razão, dando às empresas escalabilidade, governança distribuída e maior confidencialidade que eles precisam sem sacrificar a segurança inerente e a imutabilidade que esperam".

Um dos aspectos mais exclusivos do Coco Framework é que ele aproveita os ambientes locais baseados em hardware, como os ambientes de execução confiáveis da Intel (TEEs), para facilitar a resolução de informações em um ecossistema Ethereum Blockchain fora da corrente.

Ao processar dados em um ecossistema separado, ele permite que a Microsoft ofereça uma infraestrutura mais funcional e flexível para aplicativos descentralizados.

Processando informações com a ajuda do Blockchain

Anteriormente, o professor de Cornell Emin Gun Sirer propôs uma solução que aproveite o TEE da Intel para liquidar as transações do Bitcoin. Em essência, o Coco Framework da Microsoft é semelhante, mas utiliza contratos inteligentes e o protocolo Ethereum para se concentrar no processamento de informações.

Mais importante ainda, como observa Fred Ehrsam, cofundador da Coinbase, o Ethereum precisa de infraestrutras fora da corrente, como o Coco Framework, se pretende permitir que as organizações comerciais processem grandes quantidades de informações.

Tom Racette, vice-presidente da Mojix, declarou que o Coco Frameworks amplia a flexibilidade do protocolo Ethereum existente para hospedar aplicativos descentralizados de forma mais eficiente.

"Ser capaz de administrar o código Dapp da cadeia de suprimentos existente muito mais rápido dentro do framework Coco é uma ótima melhoria de desempenho que irá reduzir a fricção quando falamos sobre a consolidação da empresa Blockchain com nossos clientes de varejo. Adicionar suporte de confidencialidade de dados sem sacrificar essa melhora é o que nos permitirá liderar a transformação digital que estamos imaginando com o Smart Supply Chains", disse Racette.

Soluções de escala fora da corrente

A Cointelegraph relatou anteriormente que o Ethereum precisa de soluções de escala e redução de escala em 100 vezes em termos de escalabilidade para poder impulsionar eficientemente aplicações descentralizadas com um a 10 milhões de usuários.

Na época, Ehrsam observou:

"Estes são problemas complexos de ciência da computação e de teoria de jogos. A maioria deles nunca foi resolvida antes. A estimativa de conclusão pode ser difícil e pode estar longe. Os grandes aplicativos não podem ser executados apenas na corrente e provavelmente nunca o farão. Eles precisam de soluções de dimensionamento fora da corrente. Embora seja complicado fazer estimativas precisas ao combinar melhorias de escala, é concebível que possamos ver uma melhoria de 100x no final de 2018, o que permitiria um aplicativo de usuário de 1 a 10m ".

O Coco Framework da Microsoft e algumas outras plataformas baseadas em contratos inteligentes que estão sendo desenvolvidas por organizações da Enterprise Ethereum Alliance aumentarão ainda mais a escalabilidade do Ethereum alavancando soluções fora da corrente e, como resultado, permitir que aplicativos descentralizados assegurem bases de usuários ativos e processem grandes quantidades de dados sem entrar em conflito com problemas de segurança.