Dois traders chineses OTC são acusados de acumular Bitcoins ilicitamente prometendo ganhos financeiros

Dois traders chineses do mercado de balcão (OTC) foram acusados de administrar um esquema ilícito de empréstimos e coleta de Bitcoins (BTC) prometendo juros sobre os depósitos, informou o jornal chinês The Beijing News nesta quarta-feira, 22 de maio.

De acordo com o artigo, Yi Zhou e Xiang Li convenceram traders a enviar para eles suas participações em Bitcoins com a promessa de juros sob seus depósitos, obtendo mais de 7.000 BTC (cerca de US$ 54,7 milhões na publicação desta notícia) de mais de 100 pessoas. As vítimas começaram a suspeitar do esquema quando o juros - pago em ienes - parou de chegar em abril.

Os dois indivíduos ganharam a confiança dos investidores ao operar grupos de bate-papo no popular aplicativo chinês de mensagens WeChat, onde os operadores publicaram ofertas OTC para várias criptomoedas. O jornal afirma que a polícia iniciou uma investigação criminal contra a dupla e que agora eles estão presos. Atualmente, não está claro se os dois tinham um esquema de empréstimo não autorizado ou apenas fraudaram os investidores e seus ativos.

Como informado pelo Cointelegraph no início deste mês, o WeChat baniu transações com criptomoedas em sua política de pagamentos.

Ontem, o CEO do Digital Currency Group sugeriu que o recente aumento no preço do Bitcoin poderia estar ligado à guerra comercial entre a China e Estados Unidos.