Xiaomi anuncia Smartphone que recarrega em 17 minutos e fábrica que faz 60 celulares por minuto

A Xiaomi, uma das principais fabricantes de celulares do mundo, anunciou uma nova fábrica na China que produzirá 60 celulares por segundo. Além disso, segundo a empresa, um dos aparelhos produzidos pela nova fábrica terá capacidade de recarregar sua bateria em até 17 minutos por meio de um sistema novo chamado Super Charge Turbo.

No caso da Fábrica, segundo o CEO da empresa, Lei Jun, a nova unidade funcionará com 5G unificando processos para permitir a produção de 60 smartphones por minuto, um ganho de mais de 60% em relação a uma fábrica tradicional, onde humanos ainda estão envolvidos na montagem de algumas partes do aparelho.

Já com relação ao aparelho com a recarga ultrarrápida ele deve ser vendido com duas baterias feitas com materiais de qualidade mais alta para suportar um fluxo maior de corrente elétrica. Segundo a empresa, apenas 2% da energia captada pelo carregador será dissipada em forma de calor.

Além dos lançamentos a empresa reforçou seu compromisso com aplicações em blockchain que são consideradas, ao lado de Inteligência Artificial, um dos 4 pilares de inovação da empresa. Desde 2018 a Xiaomi mantém um serviço de WiFi que remunera os usuários com uma criptomoeda própria que funciona com blockchain, a Mili.

Ainda no campo de blockchain em março de 2018, a Xiaomi lançou seu jogo blockchain, Crypto Rabbits, que se alimenta de 'mili'. O jogo permite que os usuários colecionem e criem coelhos digitais sendo que blockchain garante que todo animal é único e não pode ser copiado, modificado ou destruído por ninguém.

A Xiaomi também faz parte do consórcio de blockchain Hyperledger, apoiado pela Linux Foundation, em uma tentativa de utilizar a tecnologia blockchain para impulsionar as soluções de internet da empresa.

Como noticiou o Cointelegraph, a empresa de telecomunicações Telefónica, que no Brasil é dona da Vivo, anunciou que fornecerá uma plataforma de blockchain para empresas que desejam desenvolver aplicações com a tecnologia.

Confira mais notícias