A16z oferece curso gratuito sobre blockchain e criptomoedas

A empresa de capital de risco Andreessen Horowitz (a16z) compartilhou uma lista de instrutores para sua escola cripto gratuita de sete semanas, com início previsto para fevereiro de 2020.

Em 11 de dezembro, a empresa de capital de risco anunciou que empreendedores, construtores, investidores e especialistas experientes do setor de criptomoedas e blockchain, treinarão os alunos compartilhando lições que aprenderam, trazendo novas idéias de projetos e compartilhando informações para ajudá-los a começar no mundo cripto.

A lista de instrutores do cruso inclui os principais empreendedores e tecnólogos, como o sócio geral da Andreessen Horowitz, Chris Dixon, o professor de ciência da computação na Universidade de Stanford, Dan Boneh, e Brian Armstrong, CEO e cofundador da Coinbase, entre outros.

A a16z disse anteriormente que não receberá pagamentos de estudantes, pois visa acelerar o desenvolvimento de projetos focados em blockchain existentes, além de incentivar mais talentos a ingressar no setor.

A educação sobre blockchain aparece em todo o mundo

Em novembro, o Cointelegraph informou que a França está prestes a introduzir um módulo educacional em seu currículo do ensino médio que abrange Bitcoin (BTC) e criptomoedas, onde os educadores franceses devem ministrar um curso introdutório, que ajudará os alunos a entender o impacto que o Bitcoin tem na economia global.

Pesquisas realizadas pela Coinbase mostraram que 56%, das 50 principais universidades do mundo, oferecem uma ou mais aulas sobre tecnologia de criptomoeda ou blockchain.

A pesquisa descobriu que o número de estudantes que fizeram cursos sobre blockchain ou cripto dobrou desde 2018 e que muitas universidades de ponta também têm clubes administrados por estudantes relacionados à criptomoedas e blockchain.

Outro exemplo é uma escola mexicana, em que os alunos podem seguir o curso Blockchain for Business como uma disciplina normal. O diretor Hatem Mabrouk, da Escola Preparatória do Instituto Americano de Monterrey, no México, disse ao Cointelegraph que ele leciona o curso há dois anos, acrescentando:

“Este curso inclui o uso de aplicativos de análise de dados, a criação de bots de negociação e a criação de modelos de negócios baseados em blockchain. Como resultado, meus alunos poderiam, um dia, alcançar a independência financeira, que é meu principal objetivo.