Relatório: Atividade de blockchain nas principais universidades aumentou desde 2018

Nova pesquisa realizada pela Coinbase, a principal exchange de criptomoedas dos EUA, mostrou que 56% das 50 melhores universidades do mundo oferecem uma ou mais aulas sobre tecnologia relacionada a criptomoeda ou blockchain.

Métricas indicam crescente interesse

A Coinbase compartilhou sua pesquisa em um post no blog oficial em 28 de agosto, no qual utilizou rankings do US News and World Report por sua lista das 50 melhores universidades. Isso incluiu ofertas de nível de graduação e pós-graduação. 

A pesquisa constatou que o dobro de alunos fez cursos de blockchain ou criptomoedas quando comparado ao ano passado e que muitas das melhores universidades também possuem clubes dirigidos por estudantes relacionados à tecnologia blockchain ou criptoativos. As ofertas de curso relacionadas a blockchain e criptomoedas subiram de 42% das 50 principais universidades em 2018.

Resultados da pesquisa selecionada. Fonte: Coinbase

Tipos de educação blockchain

A Coinbase também relatou que aproximadamente 70% das 50 principais universidades ofereciam cursos de criptomoedas e blockchain externos a seus departamentos de ciência da computação em áreas como direito, humanidades e economia. A informática ainda é a área mais comum, contendo 32,2% das ofertas de curso relacionadas a blockchain e crypto. Um aluno de Cornell disse:

“Nós tivemos tantos professores tentando aprender mais sobre blockchain e ver como isso se aplica ao campo deles. É muito legal fazer parte de uma comunidade onde há muito envolvimento ”.

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, o diretor de impacto social da Ripple, Ken Weber, disse recentemente que acredita que o blockchain e o espaço dos ativos digitais precisam de cursos mais práticos e focados em treinamento das universidades. Ele escreveu:

“Atualmente, mais de 40% das 50 principais universidades do mundo já oferecem pelo menos uma classe em ativos blockchain ou criptomoedas. Mas isso está ligado a diferentes disciplinas, como direito, engenharia, matemática e administração de empresas. Para realmente fechar a lacuna de habilidades, universidades em todo o mundo devem expandir esses programas para oferecer cursos de treinamento em blockchain e criptografia que se relacionam diretamente com os papéis na indústria ”.