SEC dos EUA chega a acordo de US$ 10 milhões com emissora de ativos digitais

A Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos, principal reguladora governamental do país, chegou a um acordo com a empresa de ativos digitais Bitqyck Inc. e seus fundadores.

Smart contracts e mineração cripto?

A SEC anunciou o acordo em um press release de 29 de agosto. Segundo o anúncio, Bruce Bise e Sam Mendez­ são os fundadores da Bitqyck - uma empresa que forneceu ofertas de títulos mobiliários dos ativos digitais Bitqy e BitqyM em Dallas, Texas.

A empresa alegava que os tokens Bitqy davam aos investidores partes fracionárias das ações da empresa através de um contrato inteligente. Além disso, a Bitqyck dizia que os tokens BitqyM repassariam aos detentores juros de uma instalação de mineração de criptomoeda que operava com eletricidade abaixo da taxa de mercado, diz a nota.

A SEC declara em sua denúncia que ambas as alegações eram falsas. A reguladora alega que os fundadores modificaram de forma fraudulenta uma plataforma chamada QyckDeals, usada para transações para tokens Bitqy. Finalmente, a SEC acusa a empresa de operar ilegalmente uma exchange nacional de títulos mobiliários não registrada para negociar o Bitqy, denominada TradeBQ.

Perdas e taxas de liquidação

A SEC diz que a Bitqyck levantou mais de US$ 13 milhões financiamento para seus títulos mobiliários não registrados. Além disso, o comunicado diz que os investidores receberam US$ 4,5 milhões por afiliação, mas ainda perderam mais de dois terços de seus investimentos no total.

Segundo o press release, a Bitqyck e seus fundadores chegaram a um acordo com a reguladora. Segundo o acordo, a Bitqyck pagará US$ 8.375.617 e Bise e Mendez pagarão as respectivas multas de US$ 890.254 e US$ 850.022.

Diretor da SEC não abrirá exceções para ativos digitais

Como já publicado anteriormente pelo Cointelegraph, O diretor da SEC Jay Clayton disse recentemente à Bloomberg que não planeja alterar as leis de valores mobiliários para acomodar os ativos digitais. Ele afirmou:

“Acho que muitas pessoas ficaram empolgadas com o fato de mudarmos as regras para acomodar a tecnologia e elas investiram seu tempo e esforço pensando que isso iria acontecer [...] Eu fui claro desde o início que isso não acontecerá. ''