Câmara dos Deputados dos EUA fará audiência sobre o Libra do Facebook em julho

O Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Estados Unidos realizará uma audiência sobre a criptomoeda Libra, proposta pelo gigante da mídia social, o Facebook, no dia 17 de julho, segundo um comunicado de imprensa em 24 de junho.

O anúncio é feito por meio da presidente do comitê, a deputada Maxine Waters, que já havia pedido ao Facebook que parasse de trabalhar no projeto Libra até que o Congresso e os reguladores tivessem a chance de examinar a proposta:

"Dado o passado conturbado da empresa, estou solicitando que o Facebook concorde com uma moratória em qualquer movimento para o desenvolvimento de uma criptomoeda até que o Congresso e os reguladores tenham a oportunidade de examinar essas questões e agir".

Em sua declaração pública, Waters também comentou sobre a falta de regulamentação uniforme no mercado de criptomoedas e disse que os reguladores deveriam ver os planos do Facebook para Libra como um alerta para levar a sério a privacidade e as preocupações com segurança nacional, riscos de segurança cibernética e riscos comerciais que são colocados por criptomoedas"”

O Comitê Bancário do Senado também está programado para ouvir detlhes sobre o Libra no dia anterior, em 16 de julho, em uma sessão chamada "Examinando Propostas Digitais e Considerações de Privacidade de Dados do Facebook".

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, a França está liderando os esforços para criar uma força-tarefa internacional que se concentre em regular as criptomoedas via bancos centrais. A força-tarefa será supostamente um comitê do G7 que opera sob Benoit Coeure, membro do conselho do Banco Central Europeu.

A França é supostamente contra o Libra que pode operar como uma moeda soberana, e está preocupada sobre como aplicar a conformidade regulatória no criptoativo como para impedir que eles seja usado para lavagem de dinheiro .