Urgente: Atlas Quantum anuncia que pagará valor de mercado pelos bitcoins bloqueados

A Atlas Quantum, plataforma que afirma realizar arbitragens de Bitcoins, anunciou hoje, 01 de novembro, em um comunicado publicado em seu blog oficial, que fará a recompra do BTC de seus clientes e que o valor prática será o valor de mercado.

"A partir de segunda-feira (04/11), o Atlas Quantum passa a recomprar bitcoins em sua plataforma. O valor da recompra terá como referência a cotação praticada no mercado. Os recursos para a recompra virão dos resultados operacionais diários.", destacou a empresa.

Não está claro se por 'valor de mercado' a empresa praticará o valor que vem sendo usado na plataforma, com cerca de 80% de deságio ou o valor de mercado fora do sistema, usando indexadores de preço como  Cointrademonitor. A medida causou surpresa entre clientes da plataforma que estão com seus bitcoins bloqueados na empresa.

"As ofertas serão efetivadas diretamente na plataforma Quantum. As ordens que estiverem mais próximas do preço referência de mercado, serão atendidas primeiro, seguidas das demais (do valor mais caro, para o valor mais barato). Os clientes interessados em participar da recompra, cujos valores das atuais ordens de venda são inferiores à referência de mercado, devem entrar em contato com os seus representantes comerciais, solicitando ajustes no preço de oferta na mesa de operações. Clientes que não têm representantes comerciais devem colocar suas ordens diretamente na plataforma", disse a Atlas.

A empresa destacou também que a medida terá uma taxa e que faz parte do compromisso da empresa em mostrar ao mercado sua transparência. Entretanto, até o momento, a empresa não divulgou o montante que será disponibilizado para compra e tampouco se o valor em reais será possível sacar em sua totalidade.

O comunicado também não é claro na forma de pagamento para os Bitcoins bloqueados. Se haverá pagamento em reais, criptomoedas ou outro sistema. Também não está claro se, em caso de pagamento em reais ou criptomoedas, se o valor poderá ser retirado imediatamente do sistema ou se haverá prazos.

 "Com essa medida, as operações de compra e venda de bitcoins/reais passam a ter a incidência de 0,5% sobre o valor transacionado, assim como já acontecia nos pedidos de compra e venda de bitcoins/criptodólar (a taxa permanece em 0,25%). A política de recompra é mais uma demonstração do compromisso do Atlas Quantum com o mercado e os seus investidores. As demonstrações serão registradas no blockchain. A empresa estuda a utilização de outras fontes de receita para recompra, sempre a preço referência de mercado"

Como tem mostrado o Cointelegraph, a crise na Atlas Quantum começou quando a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM, determinou que a empresa parasse com sua oferta coletiva de investimento levando a uma corrida de saques na empresa.

Tal corrida, segundo a Atlas, ocorreu justamente num momento em que a companhia tinha parte do bitcoin de seus usuários bloqueados nas exchanges.Contudo uma série de fatos e comunicados, levantaram suspeitas de que a empresa não dizia a verdade. Inclusive vídeos divulgados pela Atlas foram questionados pelas próprias exchanges que apareciam na publicação.

Recentemente, para resolver a crise dos saques, o CEO da Atlas Quantum, divulgou um sistema de compra e venda de bitcoins na plataforma, sistema que mesmo criticado por conta das variações de preço acabou tendo adesão dos usuários chegando a negociar perto de 86 Bitcoins.

Como noticiou o Cointelegraph, a CVM publicou hoje uma lista com as empresas que estão com suas atividades suspensas, entre elas está a Atlas Quantum, Grupo Bitcoin Banco, Zero10 e Trader Group.

Confira mais notícias