Universidade de Brasília assina acordo inédito com British Columbia para desenvolver blockchain

A Universidade de Brasília assinou um acordo inédito com a The University of British Columbia, para desenvolver estudos e aplicaçõe usando a tecnologia blockchain, de acordo com publicação feita hoje, 16 de setembro, no Diário Oficial da União.

"Espécie: declaração de cooperação - Processo: 23106.045618/2019-34. Partícipes: Fundação Universidade de Brasília (CNPJ nº 00.038.174/0001-43) e The University of British Columbia. Objetivo: reforçar as relações entre as instituições e incentivar a cooperação entre as instituições nas áreas da ciência da informação e da Tecnologia Blockchain. Assinatura: 26/6/2019. Vigência: De 26/6/2019 a 26/6/2022. Márcia Abrahão Moura (reitora da FUB) e o Gage Averill (Dean Of Arts)", diz a publicação.

Por meio da cooperação assinada as instituições podem desenvolver oficialmente projetos conjuntos usando a tecnologia ou realizar estudos com base em blockchain.

No caso, a The University of British Columbia, tem um setor específico dedicado a tecnologia que já conta com 35 parceiros acadêmicos e mais de 400 filiados. Além disso, já tem em andamento 14 projetos baseados na tecnologia.

"Nós nos envolvemos em pesquisa e educação para avançar no design, desenvolvimento e adoção de tecnologias blockchain. Nossas iniciativas de pesquisa reúnem acadêmicos e parceiros do setor para explorar questões prementes e avançar as tecnologias blockchain emergentes. Nossas iniciativas de ensino abrangem os níveis de graduação, pós-graduação e executivo para aprimorar o conhecimento e as qualificações de estudantes e profissionais interessados ​​em tecnologias blockchain", diz a universidade.

Já a Universidade de Brasília, embora não tenha um setor específico dedicado a tecnologia, vem promovendo iniciativas baseadas em blockchain. No ano passado, por exemplo,a  Faculdade de Direito da UnB anunciou o lançamento de um curso sobre Blockchain denominado “Blockchain e fintechs: da lei ao código”.

Como noticiou o Cointelegrah, em mais uma importante parceria que pode ajudar a impulsionar o uso de blockchain no Brasil, a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-PR) anunciou que tornou-se correspondente da Fomento Paraná, e, como tal poderá incentivar projetos na area de tecnologia da informaçõa.

Oos incentivos variam de 20 mil a 1,5 milhão de reais e são detinados a empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 16 milhões anuais