Investigados pela Polícia Federal, sócios da Unick Forex teriam esvaziado sede da empresa e fugido com todos equipamentos

Os sócios da Unick Forex, esvaziaram a sede da empresa neste domingo, 29 de setembro e 'fugiram' levando todos os equipamentos, segundo informações do próprio zelador do prédio que abrigava a sede da empresa em São Leopoldo, Rio Grande do Sul.

O paradeiro dos sócios assim como de todos os equipamentos é desconhecido e, nas redes sociais, surgem boatos de que a empresa inaugurará uma nova sede em Caxias do Sul, porém nennhuma informação oficial foi fornecida.

O fechamento da sede que era usada para gravar vídeos e mostrar a 'solidez' da empresa pegou os investidores de surpresa e ocorreu dois dias antes da manifestação que estava marcada para o dia 02 de outubro por clientes com saques atrasados na plataforma.

Segundo os administradores do edifício que abrigava a empresa as salas que pertenciam a Unick já tiveram as chaves entregues e estão prontas para serem alugadas.

A Unick Forex, que oferecia supostos rendimentos baseados em Bitcoin por meio de negociações no mercado Forex é acusada de pirâmide financeira e seus diretores, incluindo o presidente Leidimar Lopes, estão sendo investigados pela Polícia Federal e pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente, um suposto líder da Unick Forex, acusada de ser uma pirâmide financeira, teria sido agredido por investidores por conta do atraso nos saques da empresa. Nas imagens um dos investidores agride um homem sentado em uma cadeira, segundo comentários, o homem teria o apelido de Nei e seria um dos líderes a Unick Forex na região tendo convencido diversas pessoas a participarem do golpe.