Unick Forex cumpre determinação judicial e paga cliente que processou empresa

A Unick Forex, empresa que atraiu milhares de investidores com promessas de lucros exorbitantes e garantidos com Bitcoin e que não está conseguindo pagar seus clientes, cumpriu determinação judicial e realizou o pagamento da dívida com um de seus clientes.

O pagamento se deu após o cliente ganhar na Justiça o direito de bloquear as contas bancárias da empresa para receber o pagamento devido pela suposta pirâmide financeira baseada em criptomoedas

Conforme decisão anexada ao processo, depois de conseguir na Justiça o bloqueio de contas bancárias vinculadas à empresa, o usuário teve seus valores restituídos pela S.A. Capital.

Como o pagamento da dívida foi realizado pela S.A. Capital assim que a empresa foi notificada da decisão, o bloqueio judicial das contas bancárias não chegou a ser efetivado.

“Diante do depósito em caução do valores restituído ao autor, determino imediatamente o cancelamento de eventual bloqueio via BACENJUD", diz um trecho do processo.

Há, ainda uma segunda decisão anexada ao mesmo processo, que diz:

"De fato, o depósito realizado foi feito pela empresa S.A. Capital Ltda, e não pela UNICK, de forma que, torno sem efeito a decisão de fls. 172, no que diz respeito à exclusão das demais empresas, uma vez que resta evidente o envolvimento das demais empresas no negócio.”

O valor total solicitado pelo requerente da ação judicial foi de R$ 15.624,50, que conseguiu reaver o montante em pouco menos de um mês após o início do processo.

Enquanto isso, outros investidores da Unick Forex que não têm procurado a Justiça ainda aguardam o posicionamento da empresa sobre a realização dos pagamentos.

Segundo a Unick, um escritório de advocacia foi contratado para resolver o problema dos clientes, mas até agora nada foi divulgado oficialmente.

Como noticiou o Cointelegraph, logo após fechar a principal sede da empresa no Brasil, Leidimar Lopes, presidente da Unick Forex, teria ido para Belieze, na América Central, local que é conhecido como um "paraíso fiscal".

No domingo, 29 de setembro, os sócios da Unick Forex esvaziaram a sede da empresa neste domingo levando todos os computadores e documentos que estavam no local.

Segundo os administradores do edifício que abrigava a empresa as salas que pertenciam a Unick já tiveram as chaves entregues e estão prontas para serem alugadas.