Unick Forex entrega Termo de Compromisso para a CVM, mas atraso no saques gera ameaças a lideranças

A suposta pirâmide financeira Unick Forex, que anunciou ter mudado o nome para Unick Academy, entregou um Termo de Compromisso para a Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM, confome apuração realizada pelo Cointelegraph.

Segundo a apuração, assim como a Unick os três líderes da empresa citaods pela CVM, também entregaram suas declaraçoes, incluindo o presidene da Unick, Leidimar Bernardo Lopes.

PROC. SANCIONADOR CVM Nº 19957.000238/2019-82 (RJ2019/3052) - EM ANDAMENTO

 

DADOS DAS ÚLTIMAS MOVIMENTAÇÕES DO PROCESSO
DATASUBFASELOCAL
16/08/2019 Procuradoria Federal Especializada
16/08/2019Na PFE p/apreciar legalidade da. proposta de Termo de Compr. 
14/08/2019Aguardando Prazo de Recebimento de Proposta de TC 

 

 

FASE ATUALSUBFASE ATUALDATA DA ÚLTIMA MUDANÇA DE FASE/SUBFASE
EM ANDAMENTONa PFE p/apreciar legalidade da. proposta de Termo de Compr.16/08/2019 13:20:00

 

LOCAL ATUALDATA DA ULTIMA MOVIMENTAÇÃO DE LOCAL
Procuradoria Federal Especializada16/08/2019 13:25:48

 

INFORMAÇÕES DO PROCESSO
Número19957.000238/2019-82 (RJ2019/3052)
Assunto/ObjetoApurar as responsabilidades de UNICK SOCIEDADE DE INVESTIMENTOS LTDA, LEIDIMAR BERNARDO LOPES, ALBERI PINHEIRO LOPES e FERNANDO MARQUES LUSVARGHI por infração ao que dispõem os arts. 16, I, e 19, caput, da Lei 6.385.
Data de abertura24/04/2019
  
Encarregado da Instrução do ProcessoGME

 

 

 

 

<
ACUSADOS NO PROCESSO
ACUSADO(S)SITUAÇÃO DO ACUSADO NO PROCESSODATA
ALBERI PINHEIRO LOPESApresentou proposta de TC16/08/2019
FERNANDO MARQUES LUSVARGHIApresentou proposta de TC16/08/2019
LEIDIMAR BERNARDO LOPESApresentou proposta de TC16/08/2019
UNICK SOCIEDADE DE INVESTIMENTOS LTDAApresentou proposta de TC16/08/201

 

Em contato com a CVM a autarquia destacou que agora os itens no Termo de Compromisso serão analisados pela Superintendência que deve julgar o processo no colegiado da autarquia e então decidir como o caso Unick Forex será finalizado. A CVM havia alertado a Unick sobre sua atuação irregular ainda em 2018, no entanto, a empresa ignorou o alerta e a multa e continuou operando irregularmente o que gerou outro alerta e uma nova multa.

A Unick Forex tem sido alvo de diversas acusações por operar uma suposta pirâmide financeira com Bitcoin e criptomoedas promentendo rendimentos acima de 30%. Há três meses clientes da plataforma sofrem com saques que não acontecem e promessas que não são cumpridas.

No momento da escrita, mais de 5 mil reclamações estão abertas no site Reclame Aqui contra a empresa. Entretanto os líderes da companhia têm anunciado movimento mistos e, por vezes, contraditórios pois enquanto afirma que irão regularizar a situação e cumprir com os saques atrasados, também declaram que não irão pagar integralmente e que os investidores sabiam dos riscos associados.

Em vídeo  recente o diretor do departamento de Marketing da empresa acusa investidores de mentirem ao solicitar saques que na verdade, segundo ele, não exisitem. E, chega a afirmar que a Unick "Nunca foi uma plataforma voltada para investimento”, mesmo que todos os materiais de divulgação, vídeos, conferências e delcarações até do próprio Leidimar, provém o contrário.

A empresa já chegou a afirmar que teve um prejuizo de R$ 1,6 bilhão com supostos ataques hackers, sem contudo mostrar qualquer prova do ocorrido, "“A Unick teve um prejuízo de R$ 1,6 bilhão. Por isso, foi feita a manutenção de 10 dias, onde foi feito uma auditoria interna para ‘estancar a sangria”, disseram os supostos lideres do esquema ao anunciar uma nova plataforma.

Videos que circulam nas redes sociais trazem supostas ameaças a integridades de líderes e dos diretores da Unick Forex, em um deles, uma pessoa que não mostra o rosto, coloca o nome de diversas pessoas da Unick em uma mesa cheia de supostas metralhadoras e diz que "é isso que aguarda vocês se não pagarem".

Como reportou o Cointelegraph

O presidente da Unick Forex, Leidimar Lopes, junto com outros diretores da empresa, afirmou que irá parcelar os saques atrasados na plataforma e que não vai pagar os rendimentos, segundo um vídeo, publicado em 16 de agosto.

A suposta pirâmide financeira que afirma investir em Bitcoin criptomoedas por meio do mercado Forex (proibído no Brasil) chegou até a dizer que lançaria um banco e uma criptomoeda própria a “CQDX”, agora afirma que só vai pagar o investimento que cada usuário fez e nenhum rendimento.

No anúncio, Lopes ainda faz uma série de afirmações que mais confundem do que esclarecem os prazos e objetivos claros sobre pagamentos.

“Até o dia 2 de novembro passarão a receber todos os bônus de publicidade até atingir os 100% do valor da compra (...) quem já recebeu 100% do valor ficará com a conta inativa e será obrigado a comprar um produto novamente e continuar participando (...) A partir do dia 16 existem novos cronogramas. A data de ativação do bônus de cash back é a de referência. A pessoa que tem a data de aniversário no dia 15 de agosto vai acumular até o mês subsequente”,