Agência de previdência e assistência social do Reino Unido avalia aplicação de Blockchain e DLT

A agência de previdência e assistência social do Reino Unido identificou a blockchain e a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) como tecnologias que poderiam revolucionar a indústria de pagamentos

Em um post de 9 de agosto, Richard Laycock, vice-diretor de pagamentos digitais e sistemas bancários do Departamento de Trabalho e Previdência (DWP) - uma agência que gerencia as políticas de assistência social e previdenciárias do Reino Unido - disse que o DWP está buscando transformar sua infraestrutura de pagamentos.

Em uma tentativa de tornar seu sistema de pagamentos "eficiente, moderno, rápido, escalável, flexível, inovador e disponível 24/7”, o DWP está monitorando as possíveis aplicações da blockchain e DLT para o sistema de pagamentos. Sobre DLT, Laycock ainda declarou:

“Estamos começando a ver as primeiras implementações completas de produção, como o One Pay FX do Santander. Os benefícios incluem a redução do tempo, custo e taxa de falha associados à realização de transações, enquanto os dados são armazenados em um ledger seguro e imutável”.

Entre outras opções que poderiam beneficiar o sistema de pagamento da DWP, Laycock também observou que o modelo de open banking poderia permitir novos modelos de negócios e produtos.

No começo de agosto, o conselho da Federal Reserve dos EUA revelou que planeja lançar um serviço de pagamentos e liquidações em tempo real para impulsionar a infraestrutura de pagamentos no país.

A agência vai desenvolver um novo serviço interbancário de liquidação em tempo real chamado FedNow para suportar pagamentos mais rápidos nos EUA, que serão supostamente lançados em 2023 ou 2024.

Como o Cointelegraph noticiou em uma análise dedicada, há uma tendência emergente de utilizar sistemas híbridos no setor de pagamentos, compreendem sistemas DLT e centralizados.

Em junho, a SWIFT anunciou que planeja permitir que empresas que operam sistemas DLT usem sua plataforma global de inovação em pagamentos. A Visa também anunciou uma nova rede de pagamento centralizada para transações comerciais que incorpora elementos de tecnologia descentralizada.