CEO do Twitter Jack Dorsey faz alusão a gastar US$ 10.000 por semana em Bitcoin

Jack Dorsey, CEO do Twitter e da Square, fez alusão a gastar US$ 10.000 por semana em Bitcoin (BTC) no podcast Tales from the Crypt em 4 de março.

No podcast, Dorsey falou sobre como ele chegou a experimentar com o Bitcoin e quais paralelos ele vê entre Bitcoin e Twitter. Falando sobre o “Stacking Sat Saturday” - uma tendência no qual os usuários compram US$ 25 em BTC toda semana para mostrar a crescente adoção de criptomoedas - Dorsey disse que “[ele] viu isso [Stacking Sat Saturday] no Twitter [...] eu até participaria, mas já ultrapassei meu limite no CashApp. Eu não posso mais comprar."

Embora Dorsey não tenha especificado o valor exato, o limite máximo de compra semanal para o Bitcoin no CashApp da empresa de pagamento móvel Square é de US$ 10.000. Ele ainda comentou que pode se juntar ao Stacking Sat Saturday na semana que vem, já que os limites supostamente zeram toda semana.

Dorsey é conhecido por sua crença de que o Bitcoin é a moeda nativa da Internet. Dorsey disse em uma entrevista com Joe Rogan no mês passado que "[o Bitcoin] foi algo que nasceu na internet, que foi desenvolvido na internet, que foi testado na internet ... ele é da internet".

Os comentários de Dorsey sobre o podcast reafirmaram uma declaração anterior que ele deu em meados de maio do ano passado, quando afirmou que as moedas virtuais são o futuro de um meio legítimo de pagamento global.

Em fevereiro, Dorsey revelou que a única cripto que possui é o Bitcoin. Quando perguntado sobre as características específicas do Bitcoin que mais empolgaram Dorsey, o touro do Bitcoin novamente apontou para o potencial da criptomoeda de se tornar uma moeda global.

Recentemente, Eugene Kaspersky, o CEO do gigante de segurança cibernética Kaspersky, afirmou acreditar que no futuro - “talvez daqui a 100 anos” - o mundo estará unido sob um governo único, que por sua vez terá uma moeda digital única. Kaspersky, no entanto, argumentou que “criptomoedas são uma ótima ideia, mas o mundo ainda não está pronto para elas”.