Errata: Apresentador Marcelo Tas não foi barrado ao tentar visitar Atlas Quantum para reaver investimento

Errata: Este texto continha informações equivocadas e foi corrigido.

O apresentador de TV Marcelo Tas foi alvo de um boato na última semana, que dizia que o apresentador teria fundos bloqueados junto à Atlas Quantum, empresa de investimentos em criptomoedas que enfrenta grave crise financeira e interrompeu saques de investidores. A informação havia sido publicada pelo portal Cointimes.

Segundo o texto, o apresentador da TV Cultura teria visitado a sede da Atlas Quantum nesta semana, mas não teria sido recebido pela empresa. Segundo a assessoria do apresentador, porém, isto não aconteceu, ressaltando que Tas não tem contrato com a Atlas e esteve fora de São Paulo "por semanas".

A matéria dizia que a Atlas Quantum havia vinculado propagandas na TV Globo e teve apresentadores famosos representando a marca deve ter entre seus investidores desfalcados outras figuras de renome.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil nesta sexta-feira, a Atlas era alvo de uma manifestação agendada para esta sexta-feira, mas o protesto teve adesão muito baixa.

A Atlas Quantum também foi citada em matéria da Revista Veja, que fala sobre pirâmides financeiras baseadas no investimento em Bitcoin.

Além da Atlas, outras empresas brasileiras que se tornaram famosas ofertando investimentos em Bitcoin também estão sendo investigadas por fraude depois de terem bloqueado saques de investidores, como o Grupo Bitcoin Banco, a Investimento Bitcoin e a GenBit.

Nesta semana, a diretoria e o presidente da Unick Forex foram presos pela Polícia Federal sob acusação de lavagem de dinheiro, fraude e crime contra a economia popular.