Top 5 das criptos: BSV, BNB, LTC, BCH, DASH

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivas do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph. Todo investimento e movimentação comercial envolve risco, você deve fazer sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Dados de mercado fornecidos pela exchange HitBTC.

O serviço de mensagens instantâneas Telegram planeja lançar sua Telegram Open Network (TON) no terceiro trimestre deste ano. Ele  criou uma nova linguagem de programação chamada Fift, que ajudará a desenvolver e gerenciar contratos inteligentes na blockchain da TON e interagir com a TON Virtual Machine.

Por outro lado, o Facebook supostamente também tem planos de lançar sua própria criptomoeda no início de 2020. A empresa espera que sua grande base de usuários comece a usar sua cripto numa dúzia de países para fazer compras, transferir dinheiro e muito mais. Mark Zuckerberg, fundador e diretor executivo do Facebook, discutiu o projeto com autoridades do Tesouro dos EUA, juntamente com Mark Carney, presidente do Banco da Inglaterra.

O touro do Bitcoin Michael Novogratz acredita que um dos ativos cripto criados pelas empresas mencionadas acima provavelmente terá successo e poderá até ter uma "chance de ser uma moeda real". Ele também reiterou que o "inverno cripto acabou" em comentários nesta semana. E, de acordo com a plataforma de classificação de tokens ICObench, o setor de ICO está mostrando uma taxa de sucesso mais alta à medida que o sentimento melhora.

 

BSV/USD

O Bitcoin SV (BSV) teve o melhor desempenho entre as principais criptomoedas com um rali acima de 60% nos últimos sete dias. O impulso veio em meio à notícia de que o fundador da nChain, Craig Wright, havia entrado com pedido de registros de direitos autorais nos Estados Unidos para o white paper e o código original usado para construir o Bitcoin. No entanto, a comunidade Bitcoin e alguns especialistas não consideram este um evento importante que pode alterar a sorte do Bitcoin SV. Mas o que os gráficos projetam? Vamos descobrir.

BSV/USD

O par BSV/USD disparou nesta semana e atingiu a resistência de US$ 134,360. No entanto, a reserva de lucro e a venda logo acima dessa resistência fizeram com que o par cedesse grande parte de seus ganhos. A criptomoeda deve encontrar algum suporte nos níveis atuais, sem o qual, a queda pode se estender para US$ 82,489 e abaixo.

Enquanto o movimento ascendente das baixas mostra a compra em níveis mais baixos, a falha em manter os ganhos mostra uma falta de demanda em níveis mais altos. O par ganhará um impulso em um fechamento (no horário UTC) acima de US$ 134,360 e se enfraquecerá abaixo dos US$ 38,528. Até lá, é provável que permaneça limitado entre esses dois níveis.

BNB/USD

A Binance Coin (BNB) tem sido uma das mais fortes entre as principais moedas: tem consistentemente feito novos máximos e está em forte tendência de alta. No topo de seu sucesso, a Binance está planejando oferecer negociação de margem para seus clientes. A exchange também está doando US$ 1.000 em tokens $ONE para celebrar o lançamento da próxima venda de tokens. Até que ponto o rali pode continuar? Vejamos.

BNB/USD

O par BNB/USD está em forte tendência de alta e ganhou impulso depois de quebrar as altas anteriores. Anteriormente, a linha de resistência tinha atuado como um grande obstáculo, mas os touros estão atualmente tentando rompê-la. Se for bem sucedido, o rali pode se estender para US$ 40 e acima para US$ 46,1645899, que é um nível de extensão de 1,618 Fibonacci.

Mas o rali está ficando vertical e o RSI nos gráficos semanais está ameaçando entrar em território profundamente comprado demais. Isso mostra que o movimento ascendente foi exagerado no curto prazo e que uma pequena correção ou consolidação pode começar entre US$ 40 e US $ 46,1645899.

LTC/USD

O Litecoin (LTC) está se beneficiando do sentimento positivo no espaço cripto e a próxima redução pela metade contribuiu para o otimismo. Uma série de tuítes da OKEx apontando para algum tipo de anúncio sobre o Litecoin também aumentou os interesses. O movimento ascendente pode continuar?

LTC/USD

O par de LTC/USD completou um copo e lidou com o padrão de reversão que tem um objetivo alvo mínimo de US$ 158,81. Se o impulso continuar, o movimento ascendente pode se estender para US$ 172,647. As médias móveis completaram um cruzamento de alta um par de semanas atrás e a EMA de 20 semanas está inclinada para cima: isso mostra que os touros têm a vantagem.

Nossa visão otimista será invalidada se a cripto não conseguir sustentar a quebra e cair abaixo do suporte de US$ 91 mais uma vez. Os níveis de suporte para assistir no lado negativo são US$ 84,3439, US$ 74,6054 e abaixo dele para US$ 60,1980.

BCH/USD

Dois mineradores que controlam cerca de 43% do pool de mineração de Bitcoin Cash (BCH), BTC.top e BTC.com, se uniram nesta semana e executaram um ataque de 51% para impedir que um minerador desconhecido recebesse moedas que foram acidentalmente enviadas para endereços “qualquer um pode gastar”. Neste caso, os atacantes não realizaram o ataque de 51% para seu próprio benefício, mas alguns ainda acreditam que isso mostra que a criptomoeda é muito centralizada. Como está seu gráfico?

BCH/USD

O par BCH/USD está atualmente subindo dentro de um canal ascendente. Cruzou acima ambas as médias móveis, o que é um sinal positivo. Os touros estão enfrentando a venda na linha de resistência do canal, mas o lado positivo é que o par não cedeu terreno. Se o preço se mantiver acima da SMA de 50 semanas, devemos ver outra tentativa de fuga do canal. Se bem sucedido, um rali para US$ 620 é provável.

Pelo contrário, se os touros não conseguirem escalonar a linha de resistência do canal, a moeda digital poderá cair para a linha de suporte do canal, mais próxima de US$ 300. Um desdobramento desse suporte quebrará a tendência.

DASH/USD

O Dash (DASH) lançou sua última versão 0.14 de sua mainnet, que é outro passo para a versão 1.0, chamada evolution. A atualização melhora a segurança da rede contra ataques de mineração de 51%, o primeiro para redes de prova de trabalho, de acordo com o CEO do Dash Core, Ryan Taylor. Uma análise feita pelo Cryptoslate mostra que o DASH registrou um crescimento de 58% na contagem de endereços ativos de 2018 a 2019, o maior crescimento entre as principais moedas. Isso se deu majoritariamente devido a seu suposto aumento de uso na Venezuela atingida pela crise.

DASH/USD

O par DASH/USD tem enfrentado uma resistência em US$ 176,81 desde a semana passada e uma ruptura desta barreira impulsionará o par para o próximo nível de US$ 229,24. Esperamos que os touros voltem à venda nesses níveis. Atualmente, ambas as médias móveis estão à beira de cruzar a alta e o RSI está no território positivo. Isso mostra que os touros estão em vantagem.

Entretanto, se a moeda digital cair de US$ 176,81, ela poderá entrar em uma consolidação. O suporte do intervalo será de US$ 107,36 e uma quebra desse suporte será um sinal de baixa.

Os dados de mercado são providos pela exchange HitBTC.