Facebook anuncia recompensa de US$ 10.000 para quem encontrar erros no projeto da criptomoeda Libra

A Libra Association abriu ao público um programa de recompensas ao público que encontrar bugs (bug bounty) para lidar com  questões de segurança antes do já antecipado lançamento de Libra em 2020.

Expandindo o campo de jogo

O anúncio foi feito por meio de uma postagem no site do Libra em 27 de agosto. O post enfatizou que a expansão do programa promoveria valores críticos para a Libra Association como "abertura, transparência e acesso global" e garantiria que os problemas mínimos chegassem à tempo da data de lançamento.

A associação escreveu que espera que a abertura do programa de recompensas pela localização de bugs ao público incentive "muito mais pessoas com habilidades e experiências diversas" a testar a segurança da blockchain do Libra.

Um momento no tempo

Outro post de 27 de agosto no site do Libra, feto por Michael Engle, chefe do ecossistema de desenvolvedores da Libra Association, disse que os participantes podem ganhar até US$ 10.000 por descobrir questões críticas de segurança. Engle explicou a motivação para a expansão:

"Queremos ajudar nossos pesquisadores a descobrir problemas, enquanto a blockchain do Libra ainda está em teste e não há dinheiro real em circulação para valer."

Concluindo o mesmo post no blog, Engle parafraseou David Marcus, diretor da Calibra no Facebook, ao se recusar a participar de congressos sobre usar tempo para fazer esse expediente direito.

Preocupações reguladoras

É digno de nota que o anúncio oficial do Libra sobre o programa de recompensas para bugs não faz menção ao Facebook, a organização que muitos veem como líder da Libra Association.

O envolvimento do Facebook com a Libra Association tem sido um grande ponto de discórdia com os reguladores, com um congressista dos Estados Unidos se referindo ao Libra ironicamente como um "Zuck Buck" (algo como "tostão do Zuckerberg").

Parcialmente em resposta a tais preocupações, David Marcus tentou tranquilizar o público de que “o Facebook será apenas um entre mais de cem membros da Libra Association quando do lançamento”.

As preocupações regulatórias e de segurança têm estado na vanguarda dos esforços do Libra e do Facebook para o lançamento sua nova moeda digital. Hoje, o Cointelegraph reportou sobre a contratação do Facebook de uma nova empresa de relações públicas com sede em Washington D.C. especializada em conformidade regulatória.