Telefónica fecha com o Hyperledger e Vivo pode oferecer serviços de blockchain no Brasil

A Telefônica que no Brasil é dona da Vivo, uma das principais operadoras de telefonia do país, fechou uma parceria com o consórcio Hyperledger, aderindo a iniciativa e também construindo uma plataforma de Blockchain-as-a-service chamada TrustOS.

Segundo um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph, o TrustOS será baseado no Hyperledger Fabric e tem como foco oferecer um ‘pacote inicial’ de blockchain voltado para o setor corporativo. Desta forma  a intenção é incentivar a criação de soluções com blockchains para que empresas possam criar novos produtos e implementar melhorias em seu processo de produção.

" Na Telefónica, exploramos o valor real do blockchain para nossos clientes há muito tempo e acreditamos que esse valor está na camada de confiança que agrega às operações", diz José Luis Núñez, chefe global de blockchain da Telefónica. 

Com um possível foco em Internet das Coisas e compartilhamento de dados a Telefónica declarou que está comprometida com blockchain pois “ninguém precisa validar, certificar ou auditar o que está acontecendo na rede, porque a própria rede fará isso através dessa nova camada de blockchain”.

"A comunidade da Hyperledger é fundamental no desenvolvimento da tecnologia que empresas e organizações de todas as indústrias estão usando como um padrão de fato para a construção de redes de blockchain de negócios. Estamos muito satisfeitos com a possibilidade de contribuir para os projetos em andamento e novas iniciativas que possam ser lançado nos próximos meses para continuar ajudando as empresas a criar essas redes confiáveis ​”, finalizou Núñez.

A Telefónica não divulgou quando a plataforma estará disponível no Brasil e tampouco como será possível codificar no sistema. No Brasil a Telefónica também possui o Wayra, uma rede de aceleração de projetos que está incentivando iniciativas em blockchain.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente a Vivo anunciou adesão ao protocolo RCS, em parceria com o Google que permitirá todas as funcionalidades de aplicativos de conversa como Whatsapp direto pelo celular como se fosse enviar um SMS.

Confira mais notícias