Empresa cripto veicula propaganda em horário nobre prometendo 2% de lucros ao dia; CVM fala em 'fraude'

A empresa Investimento Bitcoin, que surgiu em canais de TV e de internet prometendo lucros de 1 a 2% ao dia a partir de investimentos em Bitcoin (BTC), é suspeita de "fraude na captação de recursos de terceiros, com características típicas de pirâmide financeira", segundo a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Brasil. A notícia é do UOL.

Segundo a matéria, a Investimento Bitcoin aparece em horário nobre oferecendo retornos irreais, mas sem revelar telefone, endereço ou nome de seus proprietários. A reportagem teria apurado que os nomes dos sócios e endereço social da empresa remetem a uma casa em um bairro periférico de São bernardo do Campo (SP), "onde mora a mãe de um dos supostos sócios da empresa".

A CVM identificou indícios de fraude e pirâmide financeira, e sugeriu ao Ministério Público que investigasse as atividades da Investimento Bitcoin. Ao UOL, a CVM confirmou que há uma investigação em curso.

A matéria ainda diz que a empresa alega em sua propaganda que os rendimentos podem ser sacados diariamente. O próprio UOL chegou a veicular propaganda da suposta fraude através de uma "plataforma de autoatendimento". A matéria diz que os anúncios foram suspensos depois de que foi verificado o teor do conteúdo.

A empresa é mais uma ligada ao investimento de criptomoedas que alega trabalhar com o chamado "marketing multinível", que promete mais ganhos aos investidores que indicarem novos clientes. A CVM, porém, tem acompanhado de perto empresas que prometem retornos irreais e trabalham apenas com aportes financeiros, sem produtos ou garantias que sustentem os investimentos.

O texto ainda diz que encontrou os supostos proprietários da empresa, Wendel Cardoso Cortenove e Eduardo Fiurst Duvoizem. Cortenove alega que a empresa estaria de mudança para um endereço na Avenida Paulista, e que a sede registrada é apenas provisória.

Ele ainda nega que seja diretor ou sócio responsável pela empresa, alegando ser "responsável apenas pela publicidade deles no Brasil". A sede da Investimento Bitcoin ficaria em Lisboa, Portugal, e seu presidente seria Rui Costa, "executivo com grande experiência em criptomoedas". Cortenove não repassou os contatos dele à publicação.