Suposto 'líder' da A2 Trader é assassinado no Paraná

Nota: Este texto foi atualizado em 7 de novembro.

Um suposto 'líder' da A2 Trader, empresa acusada de pirâmide financeira com Bitcoin,  foi assassinado nesta quarta-feira, 06 de novembro, em Curitiba, no Paraná. A notícia foi publicada no portal local Banda B.

A vítima, segundo informações que circulam nas redes sociais, seria João Silva, um dos líderes da empresa no Paraná e youtuber do canal Crypto Febre, que tem mais de 8.000 inscritos no YouTube.

Segundo a matéria, "um homem de 43 anos" foi assassinado a tiros no bairro Campo de Santana, em Curitiba (PR). Segundo o delegado Thiago Nóbrega, da DHPP, a vítima "trabalhava atualmente com Bitcoins, que estavam rendendo dinheiro a ele. A família desconhecia desavenças ou envolvimento dele com drogas ou outros crimes.

As câmeras de segurança flagaram uma conversa entre a vítima, João Silva, e o assassino. “Pelo que percebemos nas imagens de segurança, eles conversam por alguns segundos e são efetuados os tiros. Acredito que não tenha sido uma tentativa de assalto, então vamos identificar a motivação do crime e depois dar uma resposta à sociedade”, diz o delegado.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, a A2 Trader, que também é investigada pela CVM, anunciou o fim de suas atividades nesta terça-feira, e teve de chamar a Polícia Militar em sua sede em Natal, Rio Grande do Norte, depois da depredação. Pouco depois do anúncio do fechamento da empresa, a sede teria sido depredada.

Continue lendo: