De repente a Rússia planeja banir vendas de criptomoedas para "pessoas comuns"

O vice-ministro das Finanças da Rússia, Alexey Moiseev, disse que é "difícil argumentar que a criptomoeda não é um esquema de pirâmide" em meio a planos súbitos de proibir as vendas.

Falando em uma entrevista no canal de televisão local Rossiya 24, Moiseev disse que o governo queria permitir apenas que "aqueles que são investidores qualificados" e que têm um "motivo" para comprar criptoativos tenham a opção de fazê-lo.

"Eu disse investidores qualificados e não privados", reiterou sobre o suposto "esquema de pirâmide".

"Para as pessoas comuns, não existe porque esses são investimentos muito perigosos que podem levar à perda de dinheiro".

Declarações contraditórias

Suas declarações ocorrem apenas algumas semanas após o anúncio de uma empresa de mineração Bitcoin patrocinada pelo estado, que visa arrecadar US$ 100 milhões e tirar parte do mercado da China.

Os novos planos para a regulação da criptomoeda significariam que a Bolsa de Valores de Moscou constituirá a única plataforma através da qual os investidores poderiam obter exposição ao Bitcoin e outros.

Os comentários anteriores dos reguladores sugeriram que o chamado BitRuble da Rússia, atualmente em desenvolvimento pelo banco central, desfrutaria consideravelmente de uma maior liberdade de mercado do que a criptomoeda "tradicional".

"Não oferecemos chamar a moeda [criptomoeda], ou regulá-la como moeda", acrescentou Moiseev.

A breve natureza das notícias não incluiu como as autoridades planejam evitar que os cidadãos adquiram criptomoeda. Futuras etapas poderiam potencialmente incluir o bloqueio de sites de casas de câmbio de acordo com hábitos semelhantes por parte dos reguladores em anos anteriores.