STJ nega liberdade para advogado que seria 'chefe oculto do esquema' da Unick Forex

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou uma liminar que pedia soltura do advogado Fernando Salomon, que é apontado pela Polícia Federal como "chefe oculto do esquema" da Unick Forex. A informação é do Portal do Bitcoin.

O Tribunal Regional Federal da 4a. Região, o TRF4, já havia proferido decisão similar anteriormente. Salomon teria contratado um serviço de espionagem clandestina para obter informações sigilosas, incluindo a contratação de hackers.

O advogado alegava que a prisão seria “coação ilegal em seu direito de locomoção em decorrência de decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que indeferiu o pedido de urgência formulado no HC n. 5046741-97.2019.4.04.0000/RS”.

O Ministro Rogério Schietti Cruz, que analisou o caso, diz na decisão que a soltura de Salomon traria riscos à investigação, incluindo "destruição de provas e constrangimento de testeminhas":

 “A prisão preventiva foi decretada para garantia da ordem pública, aplicação da lei penal e conveniência da instrução criminal”

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, o MPF descobriu que Unick Forex teria contratado ex-agente da Policia Federal para intimidar líderes e 'espionar' seu próprio presidente Leidimar Lopes.