Serviço de monitoramento detecta transferência de 2.000 ETH roubados de exchange

Segundo o serviço de monitoramento de grandes transferências de criptomoedas Whale Alert, cerca de 2.000 tokens da rede Ethereum (ETH) foram transferidos recentemente pelos hackers da exchange Upbit.

No dia 27 de novembro, a exchange sul-coreana Upbit foi alvo de um ataque de hackers que resultou no roubo de US$ 51,7 milhões em ETH que estavam sob custódia da empresa/

Desde o hack, muitas exchanges congelaram fundos que vinham dos endereços que continham os ativos hackeados.

No entanto, isso não impediu os hackers de tentar transferir esses fundos para várias carteiras não identificadas.

Segundo o Whale Alert, uma parte dessa quantia roubada foi transferida nesta segunda-feira, 23 de dezembro.

O endereço da carteira do remetente foi identificado como 0xB3A9B79F4D5Dc2cdcdc00dA22869502CBF65A0a5, através do qual eles enviaram 2.000 ETH (cerca de US$ 264.388, cotação atual) para um endereço de carteira não identificado - 0x987F8cFB36086c78bEcc03e4e3369c69E195d476

A carteira do destinatário já possuía uma quantia de 1.500 ETH e recebeu os pagamentos do endereço do hacker. Após a transferência de 2.000 ETH, o endereço retransmitiu parte desse valor para outra carteira.

Esse endereço relativamente novo possui apenas 13 transações, com grande parte delas envolvendo a carteira do hacker. 

O endereço do remetente possuía 13.171 ETH e permaneceu inativo por mais de duas semanas.

Como mostrou o Cointelegraph, três semanas atrás os hackers transferiram 11.001 ETH.