Cartas da Receita Federal americana são golpe e tentam fazer usuários criptomoeda pagar 'taxas'

Cartas fraudulentas que supostamente são da RFeceita Federal dos EUA (Internal Revenue Service - IRS) tentam coagir contribuintes de criptomoeda e outros a pagar taxas de seus fundos.

De acordo com uma reportagem da Forbes, publicada em 5 de agosto, cartas falsas estão tentam capitalizar sobre a falta de familiaridade do público com a correspondência legítima do IRS e solicitam pagamentos usando ameaças de ações de execução contra eles, entre outras táticas.

F de falso

Entre as estratégias utilizadas pelos golpistas que se passam pelo IRS, algumas cartas afirmam que um mandado foi impetrado contra o destinatário devido a suas obrigações fiscais não pagas. Caso o pagamento não seja efetuado imediatamente, eles alegam falsamente que isso pode resultar em prisão ou outra ação criminal.

Outras cartas falsas fazem uso de informações de boa-fé relativas a dívidas fiscais reais dos beneficiários - tais como ônus depositados contra eles - reforçando ainda mais seu falso brilho de autenticidade.

No entanto, como observa a Forbes, dados relacionados a impostos, como ônus, são disponibilizados publicamente - o que significa que não há razão para confiar nessas cartas mais do que em outras.

Um golpe específico adverte o destinatário de supostos impostos devidos ao chamado "Bureau of Tax Enforcement" - uma agência que sequer existe, como advertiu o próprio IRS.

Além de cartas, ladrões também estão exigindo pagamentos falsos por telefone - outra prática que, como observa a Forbes, nunca é usada pelo IRS legítimo. A agência tampouco ameaçará, por escrito ou por telefone, prender ou deportar contribuintes.

Identificando cartas falsas do IRS

Para ajudar os contribuintes a evitar esses riscos, a Forbes fornece uma lista de características que podem ajudar a distinguir uma carta IRS genuína de uma falsificação.

Entre as provas de veracidade estão a inclusão de um aviso ou número de carta, o uso de um envelope governamental e um selo do IRS, um número de telefone 1-800 para a agência e uma observação do número de identificação fiscal truncado do destinatário e anos fiscais em questão.

Como relatado recentemente, a prevalência de tais golpes ocorre em um momento em que o IRS real está enviando cartas para investidores cripto para esclarecer seus requisitos de depósito de imposto de cripto e, em certos casos, obrigá-los a pagar impostos.

Porém, alguns advogados tributários argumentaram que essa recente onda de cartas provavelmente será uma campanha geral da agência e é improvável que esteja vinculada a qualquer evidência que os destinatários tenham subnotificado.