Receita Federal americana está enviando cartas com 'armadilhas' para usuários de cripto para que eles paguem impostos

O Internal Revenue Service (IRS), equivalente à Receita Federal dos Estados Unidos, está enviando cartas para os investidores cripto, aparentemente para assustá-los e os fazer reportar com precisão sobre suas receitas relacionadas à cripto.

"Não entre em pânico"

De acordo com uma reportagem da Forbes do procurador fiscal cripto Tyson Cross, publicada em 26 de julho, vários clientes de Cross receberam uma carta “6174-A” da Receita Federal, ameaçando “futuras atividades civis e criminais” se eles não cumprirem plenamente. com requisitos de relatórios.

IRS Letter 6174-A

6174-A do IRS. Fonte: Tyson Cross via Forbes

Enquanto Cross observa que a carta pode dar a impressão de que é uma ação direcionada pessoalmente, ele argumenta que é muito mais provável que seja uma campanha de mala direta genérica destinada a incentivar o cumprimento voluntário - um ano após o IRS ter lançado sua campanha de conformidade de cripto.

Embora a agência pudesse ter identificado fraudes fiscais e enviado a carta a indivíduos específicos, Cross observa que mais de uma dúzia de seus clientes - todos os quais relataram com precisão sua renda derivada de cripto - receberam a carta.

Muito mais provável, afirma ele, é que o IRS usou sua lista de contribuintes identificados em 2017 pela Coinbase e conduziu uma campanha abrangente para exercer pressão psicológica sobre os investidores. Ele observa:

"Isso parece indicar que o IRS está enviando essas cartas para os contribuintes como uma tentativa de pesca sem qualquer crença real de que cada destinatário tenha sido subnotificado."

Cross escreve que vários outros profissionais de impostos revelaram a ele que seus próprios clientes - apesar de relatórios precisos - também receberam a Carta 6174-A.

O IRS espera apertar o laço

Cross aconselhou os investidores a não entrarem em pânico caso recebam a carta, mas assegurem a exatidão de suas declarações fiscais, já que isso significa, no mínimo, que já estão no radar da agência.

Como publicado anteriormente, os dados divulgados antes do encerramento do ano fiscal anterior indicaram que apenas 0,04% dos declarantes de impostos reportavam ganhos de capital de investimentos em cripto para o IRS.

Em julho de 2017, o IRS exigiu que a Coinbase, principal exchange cripto dos Estados Unidos, entregasse informações detalhadas de cada um de seus mais de 500.000 clientes, na tentativa de evitar a evasão fiscal.

No entanto, uma ordem judicial de novembro de 2017 reduziu esse número para cerca de 14.000 usuários "de alta transação", que a plataforma relatou posteriormente como 13.000.

Uma suposta apresentação da agência, no início deste mês, revelou que o IRS espera usar intimações do Grande Júri contra empresas como Apple, Google e Microsoft para verificar o histórico de downloads dos contribuintes para aplicativos relacionados a cripto.