Samsung integra Tron e ferramentas de construção de DApp compatíveis com dispositivos móveis

O conglomerado de tecnologia sul-coreano Samsung integrou suporte ao Tron (TRX) em sua loja de apps descentralizados (DApp), a Blockchain Keystore.

De acordo com uma nota de lançamento publicada em 29 de outubro no site da Samsung Developers, a Samsung Blockchain Keystore SDK v1.2.0 agora inclui APIs que suportam transações TRX.

Estratagema de mídia social de Justin Sun

A Samsung revelou que anuncia nesta terça-feira sua Samsung Blockchain Platform SDK na Samsung Developer Conference 2019. O novo SDK terá o duplo desafio de aumentar a segurança e criar DApps compatíveis com dispositivos móveis.

Como os comentaristas já afirmarim, a nova integração com o Tron significa que as APIs para todos os tokens em conformidade com os padrões TRC10 ou 20 - bem como os DApps baseados em Tron - estão prontas para se tornarem acessíveis a qualquer pessoa com a Blockchain Keystore entre os quase um bilhão de usuários de smartphones Samsung no mundo.

Justin Sun, CEO da Tron - que se coloca como concorrente da Ethereum (ETH), combinando financiamento descentralizado a um ecossistema descentralizado da Internet mais amplo - havia tentado alimentar o hype nesta semana, sugerindo uma parceria não revelada com uma suposta “megacorporação de cem bilhões de dólares".

Em agosto de 2019, a Samsung teria um valor de mercado de US$ 272,4 bilhões, segundo a Statista.

Sun também alegou que a parceria "distribuiria amplamente o TRON Dapps e os tokens para bilhões de clientes".

O mercado chinês de blockchain

Conforme relatado, o Tron recentemente desbancou o Ether (ETH) do segundo lugar no último relatório de classificações de cripto do grupo de trabalho de tecnologia apoiado pelo estado chinês, o Centro de Informação e Desenvolvimento da Indústria (CCID).

Na segunda-feira, a TRX registrou ganhos de até 25% em relação ao dólar americano, talvez devido a uma combinação do anúncio provocativo de Sun e a um importante endosso da tecnologia blockchain do presidente chinês Xi Jinping.

Este último provocou uma explosão de interesse doméstico em Bitcoin (BTC) e blockchain, de acordo com dados de pesquisa do WeChat, bem como um boom nas ações de empresas de blockchain nos mercados de ações chineses.