Terceira maior empresa alimentícia de varejo da Rússia usa plataforma aberta de financiamento comercial baseada em blockchain

A terceira maior empresa alimentícia de varejo da Rússia, a Dixy, implementou a tecnologia blockchain em seu sistema de financiamento corporativo, segundo um comunicado enviado ao Cointelegraph em 5 de junho.

A varejista baseada em Moscou implementou a blockchain em cooperação com fornecedores e empresas de factoring (fomento mercantil), que representam terceiros que compram faturas comerciais com desconto para ajudar negócios a arrecadar fundos.

Especificamente, depois de um teste piloto de sucesso, a Dixy agora está migrando as interações entre fornecedores e empresas de factoring para uma plataforma aberta de financiamento comercial baseada na blockchain Ethereum (ETH) chamada Factorin.

A plataforma Factorin oferece a fornecedores uma ferramenta de gestão de factoring que pode ser operada através de uma interface web ou um aplicativo móvel, automatizando processos e permitindo a fornecedores receber financiamento apenas um dia depois que a entrega é completada, diz o comunicado. A plataforma facilitaria os processos de verificação, assim como minimizaria o trabalho manual e os riscos associados, diz a empresa no texto.

A Dixy diz ainda que a rede varejista agora está movendo todos os seus fornecedores de factoring para a plataforma Factorin. Os fornecedores poderão receber fundos de financiamento através de bancos locais como o maior banco privado da Rússia, o Alfa-Bank, além do Pervouralskbank e Bank National Factoring Co, assim como a empresa especializada em factoring GPB-Factoring.

Recentemente, a popular varejista francesa Carrefour registrou um aumento considerável nas vendas da empresa depois da implementação de um sistema de rastreamento em blockchain.

Anteriormente, a gigante global de varejo Walmart teria aderido ao consórcio farmacêutico baseado em blockchain MediLedger, depois de outras grandes empresas da indústria como a Pfizer.