Gigante de tecnologia russa e plataforma blockchain fecham acordo para melhoria de sistemas operacionais

Uma subsidiária da Rostec, um conglomerado de alta tecnologia estatal russo, fez uma parceria com a plataforma blockchain Vostok, informou a importante agência de notícias russa TASS em 14 de fevereiro.

O acordo conjunto foi assinado pela subsidiária da Rostec National Center for Informatization (NCI) e pela empresa de tecnologia Vostok, que fornece uma plataforma blockchain combinando sua própria blockchain privada e o integrador de sistemas Vostok.

A plataforma global de blockchain Waves arrecadou 120 milhões de dólares em dezembro de 2018 para a plataforma Vostok, que usa a tecnologia Waves para sistemas de TI comerciais e governamentais.

De acordo com o acordo, a Vostok será responsável pelo desenvolvimento de soluções baseadas em blockchain para o NCI implementar em projetos conjuntos de infraestrutura. O artigo sublinha:

“A parceria com a Vostok dará ao NCI a oportunidade de desenvolver competências na implementação de tecnologias blockchain em níveis municipal, regional e federal.”

A TASS afirma que a Vostok já possui cooperação com o grande banco russo Sberbank, com a empresa de tecnologia de transportes Transmashholding, com o banco de desenvolvimento russo VEB.RF, agora com a Rostec e também com a empresa de telecomunicações Transtelecom, do Cazaquistão. O montante total desses projetos deve ultrapassar 1 bilhão de rublos (cerca de US$ 15 milhões), segue a TASS.

Ainda nesta semana a Cointelegraph informou que a Infotech Baltika, uma empresa russa de logística de transporte que fornece seus serviços para 14 portos na Federação Russa, anunciou o desenvolvimento de um sistema baseado em blockchain. Chamado Edge.Port, o sistema tem como objetivo rastrear todos os serviços no porto - incluindo o estacionamento de embarcações e aluguel de rebocadores - por meio de um sistema apoiado por blockchain.

No início deste mês, o Rosobrnadzor, Serviço Federal Russo de Supervisão na Esfera da Educação e da Ciência, anunciou que a tecnologia blockchain seria implementada no principal exame de graduação do país, como relatou a Cointelegraph em 5 de fevereiro.