Pesquisa de Ron Paul revela que a maioria prefere Bitcoin para um investimento de dez anos

Quase 60% das 70.000 pessoas usariam o Bitcoin (BTC) em vez da moeda fiduciária como investimento de longo prazo, de acordo com uma nova pesquisa realizada em 4 de novembro por Ron Paul, ex-congressista do Texas que se tornou conhecido por sua posição proativa em criptomoeda.

Pesquisa de Ron Paul: 58% escolhe o BTC

Parte de uma série regular de pesquisas, Paul perguntou aos usuários do Twitter sobre suas preferências de investimento no valor de US$ 10.000, entregues como um montante fixo e intocável por dez anos.

Até agora, das mais de 67.000 respostas, o Bitcoin é facilmente a escolha mais popular, com 58% dos votos.

Ron Paul’s Twitter investment survey

Pesquisa de investimento no Twitter de Ron Paul. Fonte: Ron Paul, Twitter

O segundo da fila é o ouro, com 33%, enquanto a moeda fiduciária, na forma de notas de dólares norte-americanos, está com apenas 2%.

Os resultados são ainda mais elogiosos ao Bitcoin do que a pesquisa que Paul fez em 2018, na qual o Bitcoin terminou em 49%, após 59.000 votos.

Bitcoin permanece no radar convencional

A defesa de Paul também não mostra sinais de desaceleração enquanto o Bitcoin completa seu décimo primeiro aniversário. Como relatou o Cointelegraph, ele recebeu sua primeira carteira física de Bitcoin na semana passada, cortesia de Bobby Lee, ex-CEO da exchange de criptomoedas de BTCC.

A pesquisa ressalta o interesse contínuo em formas alternativas de dinheiro, já que a incerteza geopolítica global afeta as moedas nacionais de vários países.

Com novo interesse, surgem novas perguntas sobre a proteção do usuário. Nesta semana, o investidor Trace Mayer levou a mensagem ao grande público novamente, anunciando a segunda edição do evento anual Prova das Chaves.

Centrado em fazer com que os HODLers retirem fundos de exchanges de terceiros, o Prova das Chaves visa educar os usuários de criptomoedas sobre as responsabilidades envolvidas no uso de dinheiro que não depende de um banco central.