Reportagem diz que Facebook pode usar stablecoins indexadas à fiduciário para o Libra

O Facebook está aberto à ideia de usar stablecoins indexadas à moedas nacionais para seu vindouro projeto Libra.

De acordo com a Reuters em 20 de outubro, David Marcus, chefe do projeto Libra para o Facebook e CEO do serviço de carteira do Facebook, o Calibra, disse que o Libra poderia usar várias stablecoins baseadas em fiduciário, em vez do token proposto inicialmente.

Falando em um seminário bancário no domingo, Marcus afirmou que o principal objetivo do projeto era criar um sistema de pagamento mais eficiente e que não se opunha a procurar abordagens alternativas. Marcus disse:

"Poderíamos fazer de maneira diferente", disse ele. “Em vez de termos uma unidade sintética ... poderíamos ter uma série de stablecoins, uma stablecoin do dólar, uma stablecoin do euro, uma stablecoin da libra esterlina etc. [...] Poderíamos definitivamente abordar isso com uma infinidade de stablecoins que representem moedas nacionais em formato digital tokenizado [...] Essa é uma das opções que devem ser consideradas."

O apoio originalmente proposto para o token Libra era uma cesta de várias moedas nacionais, incluindo o dólar americano, euro, iene japonês, libra britânica e dólar de Cingapura.

O projeto precisa de agilidade em meio a um ambiente regulador hostil

Marcus observou que as stablecoins mencionadas acima não eram a opção preferida da Libra Association para o projeto, mas disse que ele deve permanecer ágil.

A associação - o órgão de administração do projeto - perdeu vários membros importantes nas últimas semanas, incluindo grandes empresas de pagamento e comércio eletrônico como PayPal, Visa, eBay, Mastercard e Stripe.

Segundo o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, as empresas deixaram a Libra Association porque o projeto “não estava à altura” dos padrões americanos de combate à lavagem de dinheiro.

De fato, o Libra continua enfrentando a pressão dos reguladores globais, que expressam crescente ceticismo em relação ao projeto e seu possível efeito na estabilidade financeira global.

Os ministros das finanças e os chefes de bancos centrais dos países do G20 levantaram recentemente preocupações de que as stablecoins globais possam afetar negativamente a soberania da política monetária, particularmente nos países em desenvolvimento.

Em 18 de outubro, o ministro federal das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, disse que os reguladores globais devem impedir a emissão do Libra imediatamente.

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, testemunhará sobre o projeto perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos EUA em 23 de outubro.