Reportagem: Banco holandês Rabobank cancela desenvolvimento de carteira de cripto "Rabobit"

O banco holandês Rabobank cancelou seus planos de desenvolver uma carteira de criptomoedas, informou o site The Next Web em 23 de maio.

Como o Cointelegraph relatou, o banco anunciou um serviço de carteira cripto chamado “Rabobit” como parte do programa de inovação de tecnologia financeira do Rabobank Moonshot em fevereiro do ano passado. Ainda assim, um porta-voz do banco teria dito à agência de notícias que:

“Após uma cuidadosa consideração, tendo em mente nossos clientes, decidimos recentemente que ainda não é hora de desenvolver a ideia ainda mais e levá-la ao próximo nível da inovação.”

O representante do Rabobank também declarou que o processo de desenvolvimento ajudou o banco a aprender “lições valiosas sobre nossos clientes, o mercado de cripto e como projetar aplicativos blockchain e cripto”. O banco alegou condições regulatórias inadequadas como a razão pela qual decidiu não prosseguir a iniciativa. O porta-voz apontou:

“Por exemplo, as autoridades holandesas, a AFM (supervisão de conduta de mercado) e o DNB (banco central holandês, estabilidade financeira) recomendam regulamentos de criptos em nível internacional.”

Por fim, o representante do Rabobank observou que a instituição “manterá um olho no mercado e um nos desdobramentos regulatórios dentro do setor”. A Crunchbase estima que o Rabobank tenha US$ 10,6 bilhões em receita anual.

O Rabobank não respondeu ao pedido de comentário do Cointelegraph quanto a seus planos de carteira de criptomoedas até o momento.

Como o Cointelegraph informou no início desta semana, outro banco holandês, o ABN AMRO, abandonou seus planos de lançar uma carteira de custódia de Bitcoin (BTC) batizada de “Wallie” por causa de preocupações com risco.

Também nesta semana, um grupo de quatro bancos emitiu com sucesso uma nota promissória - um tipo de contrato de empréstimo juridicamente vinculativo - através de uma nova plataforma blockchain.