Hacker vaza dados pessoais de Rodrigo Marques, CEO da plataforma de Bitcoin Atlas Quantum

O CEO da Atlas Quantum, Rodrigo Marques, teve seus dados supostamente vazados nas redes sociais, segundo uma publicação feita no Obin.net. A postagem revela informações pessoais, familiares, vizinhos e telefones supostamente pertencentes ao CEO da Atlas, inclusive empresas registradas em nome de Marques.

Nome: 3S Softwares, Serviços e Soluções S / c LTDA
CNPJ: 04716847000128
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 50,00%
Data de entrada: 25/09/2001

Nome: Lightbringer Serviços de Informática LTDA
CNPJ: 09041710000134
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 99,00%
Data de entrada: 02/08/2007

Nome: Atlas Serviços em Ativos Digitais LTDA
CNPJ: 31049719000140
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 100%
Data de entrada: 27/07/2018

Nome: Atlas Proj Tecnologia LTDA
CNPJ: 26768698000183
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 100%
Data de entrada: 28/12/2016

Nome: Atlas Services - Serviços de Suporte Administrativo e de Consultoria em Gestão Empresarial LTDA
CNPJ: 30608097000180
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 100%
Data de entrada: 06/06/2018

Nome: Atlas Quantum - Serviços de Intermediação de Ativos LTDA
CNPJ: 30607948000170
Carga: Sócio-Administrador
Participação: 100%
Data de entrada: 06/06/2018

O hacker responsável pelo vazamento das informações diz que irá divulgar outros dados das empresas e de pessoas que já tiveram ligação com a Atlas. Segundo declarou em um post no Medium a quantidade de informação é grande e será compartilhada aos poucos.

"Não vou dar spoiler, mas fiz alguns truques de mágica e consegui ter acesso a algumas coisas um pouquinho pessoais do Rodrigo, Bruno, Fabricio, Esther, Beatriz e Rocelo. To com muito material de qualidade, principalmente conversas, fotos, vídeos, prints e documentos (...) Toda semana irei expor alguém relacionado a Atlas, principalmente sócios, ex-sócios e familiares beneficiados com dinheiro roubado.", declarou.

O Cointelegraph não conseguiu checar todas as informações pessoais divulgadas mas, o material que foi possível analisar, revelou-se verídico.

Desde que foi proibida pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) a Atlas vive a pior crise de sua história, com saques travados e processos judiciais. Afirmando ter mais de 15 mil Bitcoin sob custódia a empresa não tem honrado compromissos até mesmo menores que 0.5 BTC.

Como noticiou o Cointelegraph, as exchanges HitBTC e Gate.io, declararam oficialmente que o vídeo da plataforma de investimento em Bitcoin Atlas Quantum, onde a empresa alega ter saldo bloqueado nas referidas exchanges, é falso. Em resposta à solicitação da reportagem, a Gate.io afirmou:

"Olá, fizemos uma serie de verificações e confirmamos que não temos uma conta com saldo semelhante bloqueado ou limitado no saque. O vídeo sobre o gate.io é falso. Eles mudaram o DOM [Document Object Model, ou estrutura da página web] para fazer um vídeo para enganar as pessoas. Posteriormente publicaremos um twitter sobre esse problema."