Pentacampeão do mundo Cafu torna-se embaixador da ArbCrypto, suspeita de pirâmide financeira

O capitão brasileiro do pentacampeonato da Copa do Mundo, o ex-lateral Cafu, é mais um jogador de futebol envolvido com uma empresa suspeita de pirâmide financeira de criptomoedas. A notícia é do MoneyInvest.

O pentacampeão pela seleção brasileira estaria atuando como embaixador da ArbCrypto, empresa que é suspeita de pirâmide financeira e têm sido alvo de denúncias de clientes por não honrar seus pagamentos.

Em um vídeo no YouTube, Cafu diz que é embaixador da ArbCrypto e que participaria de um evento da empresa com objetivo de angariar mais clientes.

A ArbCrypto é do grupo Absolutions Corporation, que tem sede em Belize. O grupo teria lançado, segundo a matéria, um programa de marketing multinível com pagamentos e recebimentos em Bitcoin, nos mesmos moldes oferecidos pela Atlas Quantum, Investimento Bitcoin em 18kRonaldinho, todas suspeitas de pirâmide financeira.

A ArbCrypto já possui 11 reclamações abertas no site Reclame Aqui, nenhuma delas com respostas da empresa. A empresa também teria anunciado em agosto que os rendimentos, que antes eram de 1,5 a 2,5% ao dia, mudariam para de 8 a 12% ao mês, dependendo do aporte.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, outro ídolo da seleção brasileira, Ronaldinho Gaúcho, esteve envolvido na empresa 18k, acusada de pirâmide cripto. Segundo o jogador, em depoimento ao Ministério Público, ele deixou a parceria assim que a empresa passou a oferecer produtos em criptomoedas.

Continue lendo: