Mais de 50 bancos simulam transações de carta de crédito na blockchain da R3 em 27 países

Mais de 50 bancos participaram de uma simulação de transação de letra de crédito na plataforma blockchain da R3 em 27 países e seis continentes. A empresa anunciou a iniciativa em release publicado em 8 de maio.

Segundo o comunicado, 96% dos participantes disse que o sistema — chamado Voltron — vai acelerar e reduzir custos de seus procedimentos de letras de crédito. Além disso, 86% deles acreditaria que as ineficiências dos sistemas tradicionais estão tornando-se intolerávels.

A empresa diz que o Voltron corta o tempo de execução dos procedimentos de 5 a 10 dias para menos de 24 horas. A R3 diz que, como resultado da adoção do novo sistema, 61% disseram que provavelmente moverão os fluxos de comércio para “conta aberta”, uma opção que é supostamente mais arriscada para os exportadores.

Os participantes dos testes de seis semanas incluíam CIB, MUFG, National Bank of Egypt, RBI, Standard Bank e Societe Generale. O sistema foi oferecido por uma parceria entre Bain, CryptoBLK e R3 na plataforma de serviços em núvem Azure da Microsoft. O Voltron é desenhado para ser compatível tanto com a Corda quanto a Corda Enterprise, buscando substituir as ligações financeiras tradicionais com um registro compartilhado.

Como o Cointelegraph noticiou em março, a gigante bancária baseada no Reino Unido HSBC está buscando parceiros bancários na Coréia do Sul para implementar o Voltron no país.

A Bursa Malaysia, a bolsa de valores da Malásia baseada em Kuala Lumpur, também trabalha na prova de conceito para empréstimo e crédito de um título baseado em blockchain com a empresa baseada em Hong Kong Forms Syntron Information, parceira tecnológica da bolsa de valores.