Bolsa de valores da Malásia desenvolve título para empréstimo e crédito de prova de conceito baseado em blockchain

A bolsa de valores baseada em Kuala Lumpur, a Bursa Malaysia, principal pregão do país, está trabalhando em um título de empréstimo e crédito de prova de conceito (proof-of-concept - PoC) baseado em blockchain. A agência local em língua inglesa Bernama noticiou a iniciativa em 6 de maio.

Segundo o texto, a iniciativa busca desenvolver maior transparência e abordar outros desafios de empréstimo e empréstimo de títulos na Malásia.

Mais precisamente, o CEO da bolsa, Datuk Muhamad Umar Swift, teria dito que a PoC deve aprimorar a eficiência, velocidade e capacidade dos serviços mencionados, que devem consequentemente trazer uma demanda maior. As mudanças que devem beneficiar a PiC não serão limitadas aos clientes da Bursa Malaysia:

“A parceria também vai beneficiar a indústria como um todo através de conhecimento, insights e experiência prática, aproveitando a inovação digital para apoiar e impulsionar o crescimento do mercado de capitais."

A agência de notícias ainda escreve que esta é a primeira iniciativa envolvendo um estado-membro da Associação das Nações do Sudeste Asiático.

Finalmente, a reportagem diz que a PoC foi desenvolvida em parceria com a empresa baseada em Hong Kong Forms Syntron Information, parceira de tecnologia da bolsa de valores. O projeto envolveria o Affin Hwang Investment Bank Bhd, CIMB Investment Bank Bhd, Citibank Bhd, Retirement Fund Incorporated e Malacca Securities.

Como o Cointelegraph noticiou semana passada, o CEO da Bolsa de Londres, uma das mais antigas bolsas de valores do mundo, acredita que a blockchain pode ser útil para a emissão de títulos e liquidação.

Em março, notícias deram conta que o importante operador de mercado da bolsa espanhola Bolsas y Mercados Españoles completou um primeiro piloto blockchain para certificados eletrônicos de garantias colaterais.