CEO da Bolsa de Valores de Londres tem certeza que a blockchain pode ser usada na emissão e liquidação

O CEO da Bolsa de Valores de Londres (London Stock Exchange - LSE), uma das mais antigas bolsas de valores do mundo, acredita que a blockchain poderia ter um uso na emissão de títulos e liquidação. A CNBC informou sobre os comentários do CEO Nikhil Rathi em 2 de maio.

Falando em uma entrevista, Rathi observou que a tecnologia de ledger distribuído (DLT) poderia potencialmente desempenhar um papel no mercado de ações do Reino Unido.

Rathi expressou confiança especificamente nas aplicações da blockchain usadas no processo de emissão, acrescentando que ele pode ver a tecnologia também sendo usada para liquidação.

O CEO da bolsa de valores enfatizou que a adoção da blockchain no mercado de capitais precisava ser realizada com cautela devido a algumas manifestações extremas de inovação na indústria de cripto. Ainda assim, Rathi afirmou que ele incentiva a concorrência tecnológica e a inovação nos negócios do mercado de capitais.

A LSE, já esteve envolvida anteriormente na indústria de cripto e blockchain. Em fevereiro de 2019, a controladora da bolsa, o London Stock Exchange Group (LSEG), liderou uma rodada de financiamento de US$ 20 milhões na startup de tecnologia financeira Nivaura, que está desenvolvendo o primeiro título denominado em cripto e blockchain.

Mais recentemente, a plataforma de negociação de ações da LSE, a Turquoise, forneceu um ambiente de testes para a startup britânica blockchain 2030.io garantir US$ 3,9 milhões com a venda de ações tokenizadas.

No final de abril, a maior bolsa de valores do mundo, a Nasdaq, lançou um novo índice XRP chamado XRP Liquid Index (XRPLX) em seu serviço global de dados.