Rússia vai postergar adoção de projeto de lei para moedas digitais, diz autoridade

O parlamento da Rússia, o Duma, deve postergar a adoção do maior projeto de lei cripto do país, "Sobre Ativos Financeiros Digitais" (DFA) até o início do outono do hemisfério norte, em setembro, segundo a agência local TASS publicou em 9 de julho.

O Duma está considerando passar a adoção da lei DFA para o outono, enquanto os parlamentares concordam com a criação de uma lei para crowdfunding, segundo o presidente do Comitê de Mercados Financeiros do Duma, Anatoly Aksakov.

Aksakov ainda explicou que as autoridades não chegaram a uma posição em comum sobre o destino das moedas digitais na Rússia.

"A lei da DFA está pronta para decidir se vamos proibir as criptomoedas como meio de câmbio na legislação russa, o que significa que não haverá pontos de câmbio nem negociação que funcionem com criptomoedas. Ainda não chegamos a um consenso sobre esta questão. Precisamos definir o que é criptomoeda a nível legislativo. Depois, há duas hopóteses: ou proibimos a organização da infraestrutura para a compra e venda de criptomoedas na Rússia, ou permitimos isso. ”

Inicialmente, o parlamento do país planejava adotar o projeto de lei no fim de junho. Na época, o vice-ministro das finanças da Rússia, Alexei Moiseev, revelou que as autoridades aprovaram uma lei separada para ofertas iniciais de moeda (ICOs), como parte da lei russa para crowdfunding.

No passsado, a Rússia já havia adiado a adoção de uma legislação devido a um pedido da Força Tarefa de Ação Financeira contra Lavagem de Dinheiro  (FATF) no fim de maio. O FATF então ordenou que os legisladores russos expandissem a terminologia do projeto de lei federal sobre a regulamentação dos ativos de criptografia, exigindo que o país incluísse os principais termos da indústria, como criptomoedas e Bitcoin (BTC).