'O Bitcoin não tem culpa se os pilantras usam BTC para aplicar golpes' diz Samy Dana

O economista Samy Dana, que já foi um dos principais críticos do Bitcoin no Brasil saiu em defesa da principal criptomoeda do mercado em um programa na Jovem Pan que debatia, entre outras coisas, Coaching Financeiro junto com o convidado do programa Augusto do portal Coaching Reverso.

Aos cerca de 28 minutos do programa os Dana disse que há muitas dúvidas sobre a profissão de coaching financeiro, alegando que grande parte dos profissionais desta área são como golpistas

"Não é que eu não gosto eu odeio. Coaching financeiro, eu nunca vi nenhum que nãos eja pilantra. Não quer dizer que não tenha (alguém honesto) eu só não conheço", alegou.

Respondendo ao economista, Augusto alegou que já tinha comprado Bitcoin e que o BTC era uma 'máfia' servindo para golpes e pirâmides financeiras.

"Eu já comprei Bitcoin, peguei lá o FGTS (...) Bitcoin você não sabe, mas é a maior máfia… ela tende a ser dez vezes maior do que o escândalo da lava-jato. Só em Goiânia tem 249 empresas de farsa de Bitcoin”", disse Augusto.

Dana, respondeu ao coaching dizendo que o Bitcoin não tem culpa do uso que fazem dele, "O Bitcoin em si não tem culpa, tem muito pilantra que fala ‘A tô te vendendo isso’ e usa o bitcoin como uma isca para pirâmide. A culpa não é do Bitcoin

Esta não é a primeira vez que Dana 'parte para cima' dos coaching financeiros, em outro programa da Jovem Pan, Dana disse que quando escuta o termo já ligar o 'alerta', sugerindo que há muita fraude utilizando do termo e também criticou os Day traders dizendo que eles ganham menos que um motorista de Uber.

“(Day trader) Não é só uma palhaçada, tem um estudo do Bruno Geovanete, meu colega na FGV, PhD, o Fernando Chargas, também PhD, pegaram todos os dados da CVM, “vamos medir todos os day traders”, sabe o que eles acharam? que é impossível, é muito raro um cara ganhar mais que um motorista do Uber, e não pegaram 10, pegaram todos”, quem ganha dinheiro é o cara que vende cursinho do Day Trade. O cara fala assim, essa ação tá cara? tá custando R$ 100, se alguém tá comprando é porque alguém acha que o preço vai subir, e o cara que tá vendendo acha que o preço vai descer… não tem um idiota, se você fala “tá barato, vou ganhar dinheiro pra burro”, você tá supondo que quem tá vendendo é um idiota, geralmente quando você acha que todo mundo é idiota, o idiota é você.”

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente Dana abordou a principal criptomoeda do mercado durante uma série de críticas que vinha fazendo sobre ofertas de 'lucro fácil', supostamente atacando pirâmides financeiras e esquemas que afirmam investir em criptomoedas e diversos outros produtos prometendo rentabilidades acima de 30%.

“As pessoas querem um atalho, os livros mais vendidos são “como ficar milionário”, ninguém quer trabalhar, ficar uma vida inteira estudando ou se dedicando a uma profissão. Um atalho. Isso no mundo inteiro. (...) Então tem isso, o ganho fácil. Então, aquela ideia, do bitcoin, por exemplo, o bitcoin, eu acredito na tecnologia, mas o cara que te vende vai ficar rico, então pensa, suponha que você estudou para ser dentista, dedicou, por que raios você acha que fazendo um negócio que você não tem a menor ideia, que é o bitcoin, você vai ficar rico? (...)  Se alguém tem algo muito bom, ele faz pra ele… ele não passa o segredo, não existe isso de um cara querer deixar você rico", declarou.

Confira mais notícias