Parlamento maltês rejeita alegações de inatividade sobre criptomoeda do líder da oposição

O aguerrido líder da oposição de Malta, Adrian Delia, enfrentou uma nova reação sobre suas críticas à posição pró-criptomoeda do governo. Os comentários de Delia foram divulgados pelo jornal nacional The Malta Independent em 6 de janeiro.

Malta, cujo presidente Joseph Muscat regularmente elogia a criptomoeda e a tecnologia blockchain, tem procurado se tornar o que descreve como uma “Ilha Blockchain”.

Apesar de assinar uma série de acordos e conspicuamente acolher empresas de cripto, como a exchange cripto Binance, em seu interior no ano passado, Delia não está convencido da atual trajetória.

Para Delia, a falta de atividade nas últimas semanas é motivo de preocupação.

De acordo com o The Malta Independent, que não citou Delia diretamente, ele considerou que “Malta foi apontada como Ilha Bitcoin pelo governo, mas o governo se manteve completamente silencioso durante as festas de Natal sobre praticamente tudo”.

Depois de seus comentários, a Secretaria Parlamentar de Serviços Financeiros, Economia Digital e Inovação de Malta rebateu, alegando que a capital maltesa, Valletta, “estaria dando mais tranquilidade e proteção para criptomoedas como Bitcoin”.

Esforços também estavam em andamento para garantir que o público estivesse bem informado sobre potenciais golpes na indústria, acrescentou a Secretaria.

Em outubro, Malta foi um dos sete estados membros da União Europeia que assinaram uma declaração para promover o uso da blockchain.

Delia está atualmente enfrentando pedidos separados para se afastar de se cargo por alegações de abuso doméstico, algo que ele negou, acrescentando que permaneceria no cargo.