Nvidia dá uma banana para o inverno cripto - alta de 16% nos lucros trimestrais

A importante fabricante global de chips Nvidia, popular entre os mineradores de criptomoedas, superou as expectativas dos analistas com seu mais recente conjunto de informações trimestrais.

O Segundo Trimestre Fiscal de 2020 da empresa, publicado em 16 de agosto, revelou US$ 2,58 bilhões em receita com ganhos de US$ 1,24 por ação - em comparação com os US$ 2,2 bilhões do trimestre anterior.

Ainda 17% abaixo dos altos índices alimentados pelas criptos

Enquanto os resultados mais recentes revelam um sólido aumento de 16% em relação ao trimestre anterior, a receita ano-a-ano continua em queda de 17%. A Nvidia faturou US$ 3,12 bilhões durante o mesmo período do ano fiscal de 2019, em meio à enorme demanda por GPUs de mineradores de criptomoedas.

A perspectiva da empresa para o próximo trimestre é de uma receita maior que US$ 2,9 bilhões, com uma participação de 2%.

Juntamente com os desdobramentos em sua produção de GPU, a empresa também destacou o progresso de seu negócio de inteligência artificial, bem como a lucratividade contínua de seu segmento de negócios de jogos, que continua sendo o principal impulsionador de sua receita.

Estimulada pelos últimos resultados trimestrais, as ações da Nvidia (NASDAQ: NVDA) subiram 6,2%.

Resistindo às estações da cripto

Em janeiro deste ano, a Nvidia havia reduzido suas estimativas financeiras para o quarto trimestre do ano fiscal de 2019, citando um declínio na mineração durante a baixa no mercado de cripto entre suas razões.

Em dezembro de 2018, uma ação coletiva foi impetrada contra a Nvidia relativa aos prejuízos relatados pela empresa quando os baixos preços das criptos diminuíram a demanda de mineradores por GPUs.

A extensão do sucesso da Nvidia durante a histórica ascensão do mercado tem sido alvo de alguma controvérsia: no início deste ano, um analista financeiro alegou que entre abril de 2017 e julho de 2018 a empresa tinha arrecadado US$ 1,35 bilhão a mais em receita vendas relacionadas à mineração do que foi declarado oficialmente.

Durante o inverno cripto em março deste ano, a Nvidia disse que conseguiria vender o estoque excedente que havia acumulado em antecipação à demanda contínua impulsionada pela mineração - ações que o CEO Jensen Huang caracterizou como uma “ressaca cripto”.