Nvidia espera terminar de vender no primeiro trimestre de 2019 o inventário acumulado na baixa do mercado

maior fabricante global de chips Nvidia, espera concluir as vendas do inventário remanescente construído na expectativa de demanda de mineração de criptomoedas, de acordo com um relatório da Bloomberg em 19 de março.

A empresa está agora trabalhando na venda de estoques orientados pela expectativa de alta de mineração cripto que não foram vendidos enquanto o mercado de de baixa cripto continua. A empresa previu que seria capaz de vender o excesso de estoque até o final do trimestre atual.

Depois que a Nvidia viu um crescimento maciço no mercado em meio ao aumento da demanda por hardware cripto entre 2016 e 2018, a empresa foi duramente atingida pelo extenso mercado de baixa cripto, com suas ações se tornando as piores do S&P 500 no final de 2018.

Agora, a fabricante de hardware de computadores da Califórnia disse que ainda está trabalhando com o estoque não vendido e continua confiante de que a empresa será capaz de completar esse esforço, de acordo com a diretora financeira da empresa, Colette Kress. A Nvidia agora também prevê que sua receita ficará estável ou ligeiramente abaixo de 2018 para o ano fiscal de 2020.

O excesso de estoque, que foi revelado após o lançamento do relatório Q3 da Nvidia no ano passado, foi caracterizado pelo CEO Jensen Huang como uma “ressaca cripto”. Segundo a CNBC, o segmento de dados da Nvidia não atendeu às expectativas de Wall Street em 2018, apesar de sua receita ter crescido 58 por cento.

De acordo com a Bloomberg, Huang está agora tentando convencer Wall Street de que a receita da empresa irá melhorar rapidamente após um aumento de três anos, depois que o estoque acumulado for comprado.

Grandes empresas do setor de mineração de criptos foram duramente atingidas pelo mercado de urso. O produtor chinês de circuitos integrados específicos para aplicações (ASIC), Bitmain, teve que fechar alguns escritórios e demitir funcionários. A empresa fechou escritórios em Israel e em Amsterdã como parte de um esforço para reduzir custos.

Em 5 de março, a Cointelegraph informou que as receitas da mineração Bitcoin (BTC) começaram a subir depois de cair para seus níveis mais baixos em 18 meses.