Novo Quantum: Atlas anuncia fim de aplicativo para celular e declara 'novidades em breve'

A Atlas Quantum, plataforma que afirma realizar arbitragem de Bitcoin e que está com os saques de seus clientes atrasados desde agosto de 2019, anunciou o fim de seu aplicativo para smartphones, que, segundo a empresa, não será mais compatível com o "novo Quantum", que faz parte da proposta de reestruturação da empresa.

A publicação foi feita no portal oficial da empresa no Facebook que vem se tornando o principal canal de anúncios da companhia em 2020, no entanto, assim como outras publicações, a Atlas não forneceu mais detalhes sobre a iniciativa e como funcionará o novo "Quantum".

Aparentemente 2020 começou 'agitado' para a Atlas que desde o início do ano vem fazendo diversos anúncios sobre a retomada de seus serviços.Em 14 de janeiro a empresa destacou que lançará uma nova versão de sua aplicação e que, nesta nova versão, todos os saques estarão desbloqueados e poderá ser feita negociação de criptomoedas, aparentemente, tal qual em uma exchange.

Segundo a publicação os saldos dos clientes serão 'migrados' para a nova plataforma e este saldo poderá ser negociado por Bitcoins. Porém não há informações se poderam ser feitos saques para contas externas.

Em 2020 a empresa também anunciou que em breve deve divulgar novas informações sobre as solicitações de saque de seus clientes, muito provavelmente o anúncio está relacionado ao "Novo Quantum". A Atlas também destacou que atendeu, parcialmente, cerca de 54 solicitações de saque na AnubisTrade, plataforma comprada pela Atlas em 2019 e que também estava com saques atrasados. 

Além disso, divulgou um novo produto de investimento, que seria o robô de trader da Atlas, que pode ser 'comprado' pelos usuários por cerca de 1 Bitcoin e que foi chamado de "linha private". O robô, segundo a empresa, opera diretamente na conta do cliente, não sendo necessário conceder mais a custódia das criptomoedas para um terceiro, como era o caso da Atlas, e de acordo com informações passadas pela Atlas, o robô, até agora nunca teria registrado um resultado negativo e teria registrado um rendimento médio diário de 1,145%.

Outro anúncio feito pela companhia, destacou que a empresa deixou totalmente as salas que ocupava no prédio na Alameda Santos e passou para um novo endereço no edifício Çiragan, na Alameda Ministro Rocha Azevedo, 38. O local já abriu a Atlas no passado e a parte residencial do condomínio é apontada como sendo moradia do CEO da Atlas, Rodrigo Marques.

Como noticiou o Cointelegraph, a Atlas e a AnubisTrade já respondem a mais de 200 processos na Justiça do Estado de São Paulo. Somando todas as solicitações, as empresas são cobradas em mais de R$ 32 milhões.

Confira mais notícias