Tribunal de Nova York processa homem alegadamente ligado à esquema Ponzi de US$ 400 milhões

O Tribunal Distrital do Sul de Nova York concedeu a continuação do processo contra David Pike por seu suposto vínculo com o esquema Ponzi OneCoin.

A agência de notícias financeiras, FinanceFeeds, informou em 21 de dezembro que a continuação do caso foi aprovada até 12 de janeiro de 2020, com base em documentos judiciais arquivados em 20 de dezembro.

"Fenero Funds" - rastreando a trilha de dinheiro lavado no OneCoin

O procurador assistente dos Estados Unidos, Nicholas Folly, afirmou as partes estão discutindo uma possível disposição de pré-indiciamento. A extensão foi considerada apropriada, uma vez que essas discussões ainda estão ocorrendo.

Pike era o diretor de operações de um suposto fundo de private equity conhecido como "Fenero Funds". Esses fundos teriam sido empregados para lavar dinheiro do esquema Ponzi OneCoin.

Pike é acusado de ter feito declarações e representações materialmente falsas na frente de agentes especiais do FBI, da Divisão de Investigação Criminal do IRS e da Procuradoria dos Estados Unidos.

Ponzi de US$ 4 bilhões finalmente termina

O acusado alegou ter falsamente dito que não estava ciente de que cerca de US$ 400 milhões foram transferidos para o fundo mencionado anteriormente, pertencentes à fundadora da OneCoin, Ruja Ignatova, ou que o dinheiro veio do esquema.

Como o Cointelegraph informou no início deste mês, o site oficial da OneCoin finalmente foi encerrado, meses depois que as autoridades dos Estados Unidos indiciaram um de seus fundadores por executar um esquema de US$ 4 bilhões.