Nestlé admite que a empreitada blockchain tem sido mais desafiadora que outros

A Nestlé, gigante do varejo de alimentos sediada na Suíça, diz que teve que adotar uma "mentalidade de startup" para avançar com seu desafiante empreendimento blockchain.

As informações sobre os desdobramentos dos trabalhos em blockchain da varejista foram reveladas pelo gerente de tecnologia digital da Nestlé, Armin Nehzat, em uma entrevista no dia 5 de setembro para a TechWire Asia.

Uma jornada de longo prazo, não uma aposta de tiro curto

No mês passado, a iniciativa Cadeia de Origem da Nestlé Austrália para implementar a tecnologia blockchain para gerenciamento da cadeia de suprimentos foi nominada para um prêmio de transformação digital pela empresa de inteligência de mercado dos Estados Unidos, a International Data Corporation (IDC).

O projeto visa permitir que os clientes da Nestlé rastreiem seus produtos usando blockchain - da fazenda ao consumo - em uma tentativa de fornecer informações mais transparentes sobre sua proveniência e produção.

Nehzat destacou que o projeto tem sido consideravelmente mais desafiador do que muitos outros planos de inovação digital, estimulando a organização a reavaliar completamente suas práticas comerciais tradicionais:

“Ele está testando a rapidez com que podemos nos mover como organização para revisar completamente como fazemos negócios. Desde o fornecimento de produtos no nível de lote micro, até o rastreamento de produtos individualmente até o consumidor final [...]. Estamos observando para ver como isso pode ser dimensionado para outras ofertas de produtos. Acho que é mais uma jornada de longo prazo do que uma aposta de tiro curto.”

Ele acrescentou que o desenvolvimento de soluções blockchain por varejistas é mais que um chavão e está focado em fornecer benefícios do mundo real:

"Acreditamos que a blockchain é a facilitadora para organizações como a Nestlé para oferecer transparência na cadeia de suprimentos, mas o valor final é garantir a que os consumidores sejam beneficiados com tecnologia de ponta."

Empreendimentos blockchain anteriores

Conforme relatado, a Nestlé conduziu um projeto piloto blockchain em conjunto com a WWF-Austrália e a BCG Digital Ventures em janeiro deste ano, projetado para rastrear leite de produtores na Nova Zelândia até as fábricas e galpões da Nestlé no Oriente Médio, com foco nas perspectivas de escalabilidade da solução.

A varejista também está envolvida no o trabalho contínuo da iniciativa IBM Food Trust baseada em blockchain, que conta com alguns dos principais varejistas do mundo como membros, como Walmart e Unilever.