Clientes da NegocieCoins organizam manifestação na sede da empresa em Curitiba

Clientes das exchanges do Grupo Bitcoin Banco, NegocieCoins, TemBTC e BATExchange, estão organizando, pelas redes sociais, uma manifestação pacífica na sede da empresa em Curitiba no dia 12 e 13 de agosto.

Por meio de um grupo no aplicativo de mensanges Telegram que, no momento da escrita, conta com 527 membros e pela rede social Facebook, que conta com apenas 7 confirmados até o momento, os organizadores alegam que estão insatisfeitos com as propostas de pagamentos dos valores custodiados nas plataformas.

 

 

Em busca de atrair o maior numero de pessoas para a manifestação integrantes do grupo tem enviado mensagens a imprensa e ao deputado Ceslo Russomano, conhecido pela Defesa do Consumidor.

 

Ainda não está claro como será o ato e nem quantas pessoas comparecerão, no entanto, os organizadores discutem a possibilidade de realizar um denúncia formal ao Ministério Publico, antes da ida a sede do GBB ou então ir até a Polícia Cívil e registrar um Boletim de Ocorrência em conjunto.

Segundo um levantamento felito pelo Cointelegraph, está a segunda tentativa de organizar um ato de clientes para protestar contra o GBB. O primeiro assim que os pedidos de saques começaram a apresentar problemas, previa uma 'caravana' até a empresa e grupos no WhatsApp foram montados, no entanto, o evento não ocorreu.

Conforme noticou o Cointelegraph, os problemas envolvendo empresas do GBB começaram há quase 3 meses, com a descoberta de uma fraude que provocou o congelamento de fundos de clientes da exchange NegocieCoins.

O Grupo têm anunciado diversas ações para tentar resolver o problema com os valores bloqueados nas exchanges e por meio da Get4Bit, plataforma de e-commerce e uma das empresas do grupo, anunciou a venda de 1 mil iphones 8 para clientes com saques em atraso na NegocieCoins e pelo GBB a compra de um banco digital.