Venda de US$ 10 milhões em ações da Kraken com a BnkToTheFuture busca democratizar acesso

exchange de criptomoedas dos Estados Unidos Kraken está oferecendo ações aos usuários em um levantamento de fundos que arrecadou mais de US$ 6 milhões em seu primeiro dia, confirmam estatísticas de 21 de maio.

A Kraken, que é uma das exchanges mais antigas do mundo, está usando a plataforma BnkToTheFuture, baseada nas Ilhas Cayman, para oferecer ações para investidores autorizados. Estes, segundo um email de marketing que o Cointelegraph teve acesso, podem ser qualquer usuário da Kraken, sujeito a uma compra mínima de US$ 1.000.

Até o momento desta publicação, a Kraken havia levantado pouco mais de 6,04 milhões de euros (US$ 6,76 milhões) de quase 300 investidores, chegando a dois terços de sua meta de investimento total de € 9,13 milhões (US$ 10,18 milhões).

O apetite pelas ações da Kraken reflete o otimismo do mercado atualmente presente na cripto à medida que o Bitcoin (BTC) continua em sua corrida de 2019.

Na listagem da BnkToTheFuture, a Kraken se descreveu como tendo mais de quatro milhões de clientes, enquanto os volumes de 2018 chegaram a US$ 85 bilhões.

"Estamos sempre procurando maneiras de democratizar o acesso ao nosso patrimônio, permitindo que mais de nossos valiosos clientes se tornem investidores valiosos", disseram autoridades em um post no Twitter em 20 de maio. O post observou:

“Para isso, fizemos uma parceria com a @BankToTheFuture para criar uma oportunidade de investir na Kraken.”

A Kraken tentou antecipar a próxima onda de interesse em exchanges cripto, já que as plataformas concorrentes - especialmente a problemática Bitfinex - também buscam acumular fundos.

Na semana passada, a exchange argumentou contra os regulamentos de cripto propostos no Canadá, enquanto seu CEO, Jesse Powell, também se opôs de forma contundente aos movimentos regulatórios dos EUA.

A empresa também procurou expandir sua presença internacionalmente, adquirindo a Crypto Facilities, provedora de futuros do Reino Unido, no início deste ano, em um movimento que produziu um aumento significativo no interesse por seus produtos.

As partes interessadas poderão considerar investir no acordo de ações até 20 de junho.