CTO da Bitfinex reforça rumores de que exchange teria levantado US$1 bilhão em IEO

O CTO da exchange Bitfinex parece ter confirmado que a entidade levantou US$ 1 bilhão em novos investimentos em um recente comentário em redes sociais feito em 13 de maio.

Depois de rumores de que que um grande acionista da plataforma teria anunciado US$ 1 bilhão firmados em compromissos duros e brandos, o CTO Paolo Ardoino foi ao Twitter na segunda-feira para informar que a venda de tokens privados da Bitfinex, que terminou em 11 de maio, estava esgotada.

A venda, que envolve os novos tokens da casa LEO através da chamada oferta de câmbio inicial (IEO), chega enquanto o Bitfinex lida com um déficit de financiamento de US$ 850 milhões e uma acusação legal associada.

“Empresas privadas, gigantes da nossa indústria e de fora dela, fizeram investimentos de cerca de 1 milhão cada", escreveu Ardoino, sem revelar a identidade das envolvidas.

A Bitfinex havia planejado uma janela de 10 dias para compras de tokens privados, seguida por uma fase pública discricionária no caso de sobra de fornecimento.

Ardoino originalmente havia declarado que os fundos viriam na forma da stablecoin Tether (USDT), cuja equipe divide um CEO com a Bitfinex, mas emendou corrigiu a informação quando pressionado pelo analista de mercado sênior da eToro Mati Greenspan.

A Bitfinex, Ardoino confirmou, recebeu o investimento tanto em USDT quanto em outros formatos não especificados.

Como o Cointelegraph noticiou, o debate legal sobre o controle dos US$ 850 milhões da Bitfinex está em andamento. Na última semana, um juiz de Nova York criticou as alegações originais, que chegaram à jurisdição através do Procurador Geral, classificando-as de um escopo muito amplo.

Os mercados enquanto isso abalaram as incertezas quanto ao caso, com o Bitcoin (BTC) batendo altas de meses chegando a US$ 7.500 neste fim de semana.