Justiça bloqueia Porshe, Maserati e outros carros de luxo de dono do Grupo Bitcoin Banco

A Justiça do Espírtio Santo, bloqueou Porsche,  Maserati, BMW, Mercedes Benz e cerca de 11 caros de luxo que estariam supostamente em nome de Cláudio Oliveira, dono do Grupo Bitcoin Banco, segundo reportagem publicada hoje, 01 de maio pelo Portal do Bitcoin.

De acordo com a decisão expedida pelo juiz Carlos Magno na semana passada, novas empresas em nome de Claúdio e de membros de sua família foram descobertas e nelas veículos e outros bens estariam registrados e foram bloqueados.

Entre as novas empresas descobertas está, segundo a reportagem, Climb; Advanced; OSK Global, entre outras, esta última fundada no dia 14 de maio — três dias antes dos saques começarem a travar nas exchanges  do Grupo Bitcoin Banco,

Nesta decisão, além dos carros e das novas empresas, ainda foram bloqueadas contas de 11 pessoas ligadas às diversas empresas do grupo, entre elas Heloisa Ceni, vice-presidente do Bitcoin Banco; o diretor-jurídico e advogado, Ismair Couto

Como reportou o Cointelegraph, uma série de ações judiciais foram abertas contra o Grupo Bitcoin Banco, que já tem processos instalados em pelo menos 11 estados, São Paulo, CearáRio Grande do NorteMinas GeraisGoiásSergipeSanta CatarinaMato GrossoRio de JaneiroRio Grande do Sul e Distrito Federal. A grande maioria dos processos tem como causa o atraso que as plataformas do grupo tem apresentado para realizar saques dos usuários.

Em sua defesa a empresa alega que, o problema ocorre por conta de atividades maliciosas que ocorream na plataformas do Grupo e que os responsáveis pela fraude devem ser investigados pela Justiça.