Huobi Global absorve unidade australiana em meio a mercado em crise e revela demissões recentes

Oito meses após seu lançamento, a subsidiária australiana da Huobi será incluída no escopo da Huobi Global, de acordo com um tuíte oficial publicado em 24 de fevereiro. Em uma postagem no Facebook publicada hoje, 25 de fevereiro, a Huobi Austrália citou a crise do mercado de cripto e demissões como a razão para o desdobramento.

Como reportado anteriormente, a Huobi Global, sediada em Cingapura, lançou sua plataforma em julho de 2018, dizendo que “a mudança para a Austrália é uma opção natural”. Segundo os comunicados da Huobi Australia, a anexação pela Huobi Global entrará em vigor a partir de amanhã. 26 de fevereiro:

“Informamos que, devido às condições precárias de mercado e Pas recentes dispensas de pessoal na Huobi Australia, todas as operações, incluindo a gestão da nossa plataforma, canais de mídia social e suporte ao cliente serão gerenciadas por nossa equipe na sede da Huobi Global a partir de 26 de fevereiro de 2019."

A exchange disse ainda que está renunciando aos planos de adicionar uma entrada de moeda fiduciária e manterá apenas seu atual formato de moeda-para-moeda. Por conseguinte, decidiu também cancelar o seu registo junto do regulador local, o Centro Australiano de Relatórios e Análises de Transações, que é necessário apenas em casos de entradas fiduciárias.

A Huobi Global não está sozinha na opção de reduzir seu pessoal e fechar operações regionais para sobreviver à queda do mercado de cripto. A exchange canadense Coinsquare, a gigante de mineração Bitmain, a empresa de software blockchain ConsenSys e a rede social descentralizada Steemit todas fizeram cortes significativos e fechamentos parciais nos últimos meses.

Apesar dessas demissões relatadas e cessação de suas operações específicas na Austrália, a Huobi Global afirmou recentemente que registrou um crescimento de 100% nos volumes mundiais de negociação em 2018 em relação a 2017. Além disso, a importante empresa Huobi Global expandiu sua equipe de 400 funcionários no início de 2018 para mais de 1.300 pessoas até 2019.

Um relatório em dezembro de 2018 mostrou que a Huobi pretendia otimizar seu quadro de funcionários ao despedir funcionários em dificuldades em certas áreas, ao mesmo tempo em que agregava talentos "a seus principais negócios e mercados emergentes".

A Huobi mantém operações regionais nos EUA, Coreia do Sul e Japão — com esta última relançada como uma plataforma totalmente licenciada em janeiro, após uma fusão prévia com a plataforma licenciada BitTrade. Nos EUA, a exchange foi recentemente renomeada de HBUS para a Huobi.com, em conformidade com o lançamento de serviços de negociação fiduciário-para-cripto no início deste mês.

No momento desta publicação, a Huobi Global é classificado como o quinto maior mercado de cripto globalmente por volumes ajustados diários, com cerca de US$ 957 milhões em negociações nas últimas 24 horas.