Conexão blockchain do HSBC reduz tempo de transação em 40%

O gigante bancário global HSBC fez um teste com sua plataforma financeira comercial baseada em blockchain Voltron, e conseguiu reduzir o tempo de transação em 40%, conforme o Chartered Institute of Procurement & Supply noticiou em 10 julho.

Para organizar uma remessa entre Hong Kong e Dubai, o HSBC fez parceria com a grande organização de varejo Landmark Group, que forneceu sua plataforma de blockchain ReChainMe. As empresas ligaram as respectivas plataformas, o que resultou na redução do tempo de transação em 12 dias, ou 40%.

Sunil Veetil, chefe de comércio regional do HSBC MENA e da Turquia, disse que as plataformas baseadas em blockchain proporcionarão às empresas uma vantagem competitiva aumentando as velocidades de negociação. O HSBC afirmou:

“Ter as duas plataformas perfeitamente conectadas significa que todas as partes do ecossistema da cadeia de fornecimento puderam acompanhar e visualizar o andamento da transação, acordar os termos da transação, incluindo logística, co-criação e aprovação de documentos e acelerar pagamentos de fornecedores, tudo em tempo real."

Em fevereiro, o HSBC revelou que sua plataforma blockchain reduziria em 1/4 os custos de liquidação no câmbio de moeda estrangeira. A plataforma - baseada em contabilidade distribuída, mas permissionado - permitiu que o HSBC coordenasse os pagamentos em tempo real em seus centros comerciais nas Américas, Europa e Ásia-Pacífico.

Béatrice Collot, Chefe de Negociação Global e Recebíveis Financeiros do HSBC, já declarou que transparência e instantaneidade são os principais pontos fortes da tecnologia blockchain. De acordo com Collot, a blockchain transformará o financiamento global do comércio, reunindo as partes interessadas e permitindo que as informações sejam compartilhadas de forma mais transparente.